2 de jul de 2017

A grande bancada da Câmara: o partido do medo e da omissão


Os levantamentos feitos por O Globo e pela Folha sobre a intenção dos deputados em votar a favor ou contra a aceitação da denúncia da Procuradoria Geral da República contra Michel Temer por corrupção, depois do episódio carregada pelo “homem de boa índole” da mala, coincidem mais que nos números.

Revelam um parlamento de covardes e omissos, onde mais da metade simplesmente escafede-se de dar opinião sobre a decisão que, ao que tudo indica, terão de tomar nos próximos 15 dias.

Em o O Globo, 273; na Folha, 225. Números escandalosos dos que fugiram de responder sequer se estavam indecisos!

Como, claro, a grande maioria é de aliados do atual presidente, é evidente que a estratégia é a da fuga, da omissão, do medo.

Tivemos, na votação do impeachment de Dilma, o desfile dos ratos garbosos.

Agora, todos na toca, escondem-se.

Vão, entretanto, ter de mostrar-se, a maioria deles, porque Temer precisa, ao menos, tentar limpar a cara com uma vitória numérica.

Imaginem o governo ser mantido por 44 ou 45 votos pela recusa da denúncia. Que cheguem a 100, não serão 20% dos 513 votos da Câmara.

É moralmente intolerável, mesmo sendo o parlamento brasileiro uma imoralidade.

Não temos o governo de um país, temos um enclave de gente com cargos que já não tem qualquer conexão com a coletividade.

PS. Se quiser consultar a lista, ela está aqui, na versão da Folha.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.