2 de jun de 2017

Temer e Fachin estão em guerra



http://www.blogdokennedy.com.br/temer-e-fachin-estao-em-guerra-trump-corre-risco-de-isolamento/
Um ofício de um grupo de deputados ao ministro Fachin é uma declaração aberta de guerra dos advogados de Temer. Esse grupo, formado por parlamentares próximos do governo, encaminhou um ofício a Fachin pedindo explicações sobre eventual ajuda da JBS para que ele tivesse a indicação dele ao Supremo aprovada pelo Senado.

Esse movimento atende a uma estratégia da defesa do presidente que busca questionar a isenção de Fachin bem como a celeridade com a qual o ministro está tratando o inquérito que investiga Temer.

No discurso de anteontem na posse de Torquato Jardim como ministro da Justiça, o presidente fez críticas ao que chamou de falta de institucionalidade. O Palácio do Planalto considera que Fachin está tratando o inquérito presidencial com celeridade diferente de demais investigações. O ministro do STF criou um “fast track” para investigar Temer.

Esse ofício dos deputados se baseia nos bastidores de que Ricardo Saud, um conhecido lobista da JBS, gabava-se de ter poder no Senado e que dizia ter ajudado Fachin a chegar ao STF. Na época da indicação de Fachin, houve muita resistência da então oposição a Dilma.

Uma mão da JBS, a maior financiadora de campanhas políticas do Congresso, influiu a favor de Fachin nas bancadas do PMDB e de setores da oposição, seja obtendo apoio direto, seja suavizando críticas na sabatina ou na votação em plenário.

Nos bastidores, Fachin já admitiu a ajuda e disse que não conhecia fatos desabonadores a respeito de Saud e da JBS, apesar de todo o mundo político ter ciência do peso da empresa e do operador como financiadores de campanhas.

Esse ofício dos aliados do Planalto expõe claramente o confronto direto que existe hoje entre Temer e Fachin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.