13 de jun de 2017

Primo devolve R$ 1,5 milhão da propina de Aécio


Preso na Operação Patmos, Frederico Pacheco de Oliveira, primo do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), devolveu, nesta terça-feira 13, a quantia de R$ 1,5 milhão que havia sido paga em propinas pela JBS – e que estava desaparecida; segundo seus advogados, essa é a única informação que pode ser prestada por ora; nos meios jurídicos, especula-se que Frederico teria já feito uma delação premiada contra o ex-presidenciável tucano, que, hoje, teve outra má notícia: sua irmã, Andrea, permanecerá presa por decisão do Supremo Tribunal Federal; com isso, já está formada uma maioria no STF que poderá também votar pela prisão de Aécio no próximo dia 20


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.