22 de jun de 2017

“Na pressão”: Site permite pressionar parlamentares e autoridades com apenas um clique

A plataforma, lançada nesta quinta-feira (22), disponibiliza um banco de dados com e-mails e telefones de parlamentares e ministros do STF envolvidos em pautas como a reforma Trabalhista, da Previdência ou mesmo Eleições Diretas. Com um só clique, é possível, por exemplo, mandar um e-mail a todos os senadores que são a favor da retirada de direitos. Conheça


A Central Única dos Trabalhadores (CUT) lançou, na manhã desta quinta-feira (22), a plataforma “Na pressão”, um site que reúne um banco de dados com e-mails, telefones e perfis nas redes sociais de parlamentares e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) envolvidos com pautas de destaque no interesse público. Nesta primeira fase, já estão cadastrados dados de senadores envolvidos com as reformas trabalhista e da previdência e ministros do STF que podem tratar da proposta de eleições diretas em uma eventual queda de Temer.

“As nossas ações no local de votação e de trabalho se faz muito mais eficaz do que a ida a Brasília onde sequer temos acesso aos deputados e senadores, enclausurados em seus gabinetes. Todas as vezes que conversamos com eles, dizem que o que os deixam com medo é justamente a pressão nas bases, então, a ideia é justamente furar o bloqueio e mostrar a indignação dessas bases”, afirmou o presidente da CUT, Vagner Freitas.

Somente na primeira hora de funcionamento já foram mais de 7 mil emails enviados a parlamentares.

É possível escolher um parlamentar ou ministro para pressionar filtrando por estado, por exemplo, ou, se preferir, é possível ainda pressionar todos os parlamentares que são a favor da reforma trabalhista de uma só vez.

Saiba mais detalhes aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.