20 de mai de 2017

Stedile: ‘governo Temer acabou. Não tem sustentação empresarial nem da Globo’


O coordenador nacional do MST, João Pedro Stedile, teceu duras críticas a Michel Temer, alvo de uma delação bombástica da JBS, que o apontou como beneficiário de propinas milionárias e que deu aval para a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

"A burguesia deu um golpe e tomou as rédeas do governo federal. Mas acho que Deus existe. As podridões do governo golpista vieram a público. Rompeu a unidade que burguesia tinha em torno deste governo", disse.

Para Stedile, o governo Temer "acabou, porque não tem nem sustentação empresarial nem da Rede Globo, que agora não sabe como se livrar dele". "Ou o seu Temer renuncia ou o STF cassa o mandato dele ou o Congresso cassa o mandato", afirmou.

"A nossa tarefa agora é ir para as ruas. Esperamos um acampamento ao redor do STF para pressioná-lo. Nossa obrigação é irmos para as ruas pressionar para que o poder institucional seja devolvido ao povo, com eleições diretas para presidente".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.