31 de mai de 2017

Popularidade de Temer derrete e 90,6% preferem nova eleição direta

Foto: Lula Marques
A primeira pesquisa popular sobre governo de Michel Temer após a delação da JBS, que o tornou investigado por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução à Justiça, mostra que a popularidade do presidente peemedebista derreteu ainda mais.

O Instituto Paraná Pesquisa mostra que apenas 6,4% dos entrevistados avaliam o governo Temer positivamente (5,5% veem a administração como boa e 0,9% como ótima), enquanto 74,8% dizem que o governo é ruim (20,1%) ou péssimo (54,7%). Quando questionados genericamente, 84% dizem que desaprovam o governo.

Isso torna o presidente uma “persona non grata” no Brasil, diz a comentarista Jovem Pan Vera Magalhães, que obteve os números em primeira mão.

Diretas?

A pesquisa também aferiu a intenção da população sobre a possibilidade de uma nova eleição presidencial diante da possibilidade da queda de Temer. Nove entre dez entrevistados (90,6%) preferem a escolha direta, embora Constituição atualmente preveja que a eleição na segunda metade de um mandato seja feita de forma indireta (pelo Congresso Nacional). Apenas 7% acham que a o novo presidente deve ser escolhido por deputados e senadores.

Economia salva Temer?

Segundo a avaliação do instituto, não. Embora os números melhorem ligeiramente para Temer, 73,5% responderam que uma “garantia de que a economia vai melhorar” não dá um voto de confiança ao presidente. Entendem que os indicadores econômicos podem ser um motivo para manter Temer 23,5% dos entrevistados. Não sabem ou não opinaram, 3%.

Nomes para eleição indireta

O Paraná Pesquisas também levantou os nomes mais populares no caso de uma eleição indireta. O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa é o preferido de 24,4%, seguido pela atual presidente da Corte, Cármen Lúcia (13,2%), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (11,9%), o ex-prefeito Fernando Haddad (4,8%), o presidente da Câmara Rodrigo Maia (4,3%), o ministro da Fazenda Henrique Meirelles (2,9%), o ex-ministro Nelson Jobim (1,5%) e o presidente da Petrobras Pedro Parente (0,7%). Não sabem responder a essa pergunta 9,9% dos entrevistados e 26,5 % (a maioria) responderam “nenhum”. Foram ouvidas pelo Instituto Paraná Pesquisas 2.022 pessoas entre 25 e 29 de maio. A pesquisa foi publicada na JovemPan

No Amigos do Presidente Lula

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.