24 de mai de 2017

Brasil em transe: tudo pode acontecer…



Era tão óbvio quanto o escurecer ao final do dia que estávamos caminhando para uma convulsão social. Alguns, como este blogueiro, já previam isso há alguns meses.

Num primeiro momento parecia que a crise econômica seria o combustível desta explosão. Também foi, mas não só.

Este imenso pipocar de tudo também tem relação com a derrocada do governo Temer e com a criminalização da política que está inviabilizando qualquer pacificação.

Há quem ache isso bom. Tanto à direita quanto à esquerda.

Do ponto de vista à esquerda, alguns defendem que o atual sistema político tem que ser jogado fora. E que uma grave crise pode abrir espaço para algo novo.

Do ponto de vista à direita, já há quem sonhe com um desfecho via endurecimento e um golpe dentro do golpe. Onde setores do judiciário, mídia, grandes empresários e forças de segurança se juntariam pra acabar com o impasse. Criando uma democracia fake, onde não haveria sequer eleições em 2018.

Evidente que essas duas posições não são majoritárias (pelo menos ainda) no debate. A mais à esquerda é quase ingênua. Tem possibilidades absurdamente remotas neste contexto.

Já à direita não. O ato institucional com outro nome assinado pelo ministro da Defesa hoje abre uma fresta para o lado mais truculento.

É provável que ele não resolva o problema de Temer, que está desmoralizado. Mas quem vier depois dele pode usá-lo para botar ordem na casa.

O braço de ferro sobre o futuro do Brasil está sendo jogado por inúmeras forças neste momento. Não é jogo de amadores. Mas ao mesmo tempo muitos amadores estão na disputa.

E quando isso acontece, qualquer coisa pode acontecer.

Mas o que parece mais provável, se o campo da política (com o PSDB e tudo junto, pra plagiar o senador Romero Juca) não se somar por uma imediata Diretas Já, é que pior vai acontecer.

E não me parece que devo dizer aqui o nome disso. O pior é o que já vivemos antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.