19 de abr de 2017

Vereador tucano é condenado a 7 anos de prisão

Filmou sexo com aluna. A menina, que era sua aluna na disciplina de educação física, tinha 16 anos na época dos fatos


O vereador de Itajaí-SC José Acácio da Rocha (PSDB), 45 anos, foi condenado a sete anos de prisão por filmar e divulgar as imagens da prática sexual com uma adolescente de 16 anos.

José Acácio feriu os artigos 240 (Produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente) e 241-A (Oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente) do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A menina, que era sua aluna na disciplina de educação física, tinha 16 anos na época dos fatos, ocorridos no ano de 2011.

O vereador alegou que, apesar de “namorar a aluna”, não sabia sua idade, e que as imagens foram feitas com o consentimento dela, mas que nunca as divulgou.

Ele também se defende dizendo que foi chantageado pelos familiares da jovem ao ser eleito vereador e como não aceitou a chantagem, eles o denunciaram.

A sentença foi dada no dia 23 de março pelo juiz Sérgio Luiz Juncker, da 1ª Vara Criminal de Itajaí. Inicialmente, José Acácio cumprirá a pena no regime semi-aberto. Ele disse que vai recorrer da decisão.

O que diz a ex-aluna

A ex-aluna que se envolveu com o professor entre os anos de 2010 e 2011 disse à reportagem que nunca foi namorada dele, mas que eles ficaram várias vezes. Inclusive, gazeava aula para ir à casa dele. Ela disse que nunca assistiu ao vídeo que caiu nas mãos da polícia, e que quem teria feito a denúncia seria uma outra menina, que também se envolveu com o professor. “Ele sempre teve a fama de pegar só as novinhas. Não quero o mal dele, nem dinheiro, nada… Só não quero que ele tente mentir pra se defender”, disse. “Eu era aluna do segundo ano. Alguns dos outros alunos também sabiam que a gente saia e que ele ficava com outras alunas”, contou.

No ClickCamboriú

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.