1 de mar de 2017

O programa “Seu Auxílio, Meu Mandato” do Dr. Rodrigo Janot


Em campanha para o terceiro mandato como Procurador Geral da República, o Dr. Rodrigo Janot, segundo noticia O Globo (por enquanto, só na versão impressa),  apresentou parecer  ao Supremo Tribunal Federal defendendo o pagamento de auxílio-moradia a integrantes aos procuradores . O benefício, no valor de R$ 4.377,73, é pago indiscriminadamente a todos os integrantes do MP e não é computado para o cálculo do pagamento até o limite do teto constitucional, hoje limitado a R$ 33.763, vencimento dos ministros do STF.

O “moralizador- geral da República” diz que isso não é salário, muito embora não seja pago apenas aos que tem de se deslocar em razão do trabalho, mas a todos os procuradores – e também aos juízes. Se as suas excelências quiserem investir o auxílio na compra de um apartamento, é o suficiente para, ao longo da carreira, adquirir um apartamento de mais de  R$ 1 milhão, sem tirar um tostão de seu polpudo vencimento.

Dentro de toda a “legalidade”, embora fora de toda a moralidade.

O Dr. Janot, claro, precisa dos votos de seus colegas de corporação para se habilitar na lista tríplice de indicados a Michel Temer  para que seja reconduzido ao cargo. Dificilmente, portanto, teria outra posição senão a de manter a benesse.

O programa “Seu Auxílio, Meu Mandato”.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.