30 de mar de 2017

Metendo a colher no caldeirão

Momento de humor na Oficina – que ninguém é de ferro. Pausa no trabalho para uma brincadeira com Luciano Huck e sua entrevista na Folha de São Paulo.


Invertendo a ordem, como seriam as perguntas que esta Oficina faria a Luciano Huck, a partir de suas respostas dadas por à Folha e aqui apresentadas fora do contexto – mas não muito.

Fale um pouco sobre a sua geração e classe social.

A minha geração tomou as rédeas do dia a dia. Você vê um ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, que tem 48. O CEO da BRF, Pedro Faria tem 42. 

Falando seriamente, nossa geração chegou a um momento em que tem capacidade, saúde, força de trabalho, relevância, influência.

Faço parte desta geração.

E você? Fale um pouco sobre você.

Viajei o Brasil todo.

Minha mãe é urbanista e casada há décadas com o economista Andrea Calabi, que participou ativamente dos principais governos tucanos no âmbito federal e estadual.

Tenho 40 milhões de seguidores nas redes sociais e 18 milhões de pessoas todo sábado assistindo ao programa. Estou na favela, no sertão, em Brasília. Tenho amigos políticos, nas Forças Armadas, na torcida do Corinthians, na favela, no samba, no futebol.

E profissionalmente?

Estou numa fase altamente produtiva, líder de audiência em um espaço relevante e comercialmente viável.

E aquelas vaias no Maracanãzinho na Olimpíada?

Não vou ser unanimidade nunca. Mas estou em paz com minha consciência. Podem não gostar do que eu faço, da televisão que eu produzo, do que eu penso, mas eu sou isso aí.

Uma curiosidade pessoal, brincam muito com o tamanho do seu nariz?

Eu não sou tucano, mas sou muito próximo do Fernando Henrique. O presidente gosta de mim, é meu amigo. Sou amigo do Aécio.

Pretende aproveitar isso para fazer política?

Já faço política, fazendo televisão aberta no Brasil, com o poder que a Globo tem …

Ainda na política, qual a sua opinião sobre o impeachment da presidente Dilma?

Se foi golpe ou se não foi golpe, não importa.

E sobre o governo Temer?

O presidente Michel Temer pode ficar para a história do Brasil se souber usar a impopularidade dele para fazer o que precisa, para corrigir os erros da construção da nossa democracia.

Qual a sua fórmula para um líder de sucesso?

As lideranças no mundo têm que reunir quatro características principais. Carisma é fundamental, capacidade de implementação, acrescenta ética e aí coloca o altruísmo e você encontra os líderes que admiro.

O prefeito de São Paulo, João Doria, é um líder?

São Paulo é um bom exemplo. Sem dúvida. João não é político tradicional, não tem os vícios nem coisas debaixo do tapete que a velha política teve. Isso faz diferença.

E essa história de ser presidente da República, você é candidato?

Não, mas também não te responderia. Se falar isso agora, eu vou estar me colocando. Não é hora. Tem muita gente se organizando para isso, com projeto legal, boas ideias, vontade de botar a mão na massa e vocação pública.

E uma possível dobradinha com o Dória? Uma chapa tipo Rio-Sampa. Vocês dois têm muita afinidade, são da mesma classe social e ambos da televisão.

O que vai acontecer em 2018 está ainda em aberto. Grande incógnita. Temos que ver como vai ser o financiamento de campanha. Quem pode dar dinheiro para campanha de maneira legal.

Para finalizar, qual a sua opinião sobre gente petulante e cabotina?

No final da história, ficarei contente se puder ter melhorado o mundo à minha volta. Espero dar muito trabalho para o meu biógrafo.

Sérgio Saraiva
No Oficina de Concertos Gerais e Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.