4 de mar de 2017

A propina de Aécio e a sua hipocrisia


Alguns textos, algumas reflexões, se você não fizer acabará ficando doente. A indignação é como um incêndio que queima de dentro para fora. Começa ali, na boca do estômago, acelera o coração, tira o ar de seus pulmões, faz o sangue subir à cabeça e explode no olhar e na voz inconformados.

Há mais de uma década que falar de corrupção no Brasil passou a ser falar do PT. A partir de 2005, com a eclosão do escândalo do mensalão, os grupos políticos que sempre governaram e sempre roubaram foram tomados por surtos hipócritas de moralismo.

Aécio Neves é a expressão máxima da hipocrisia reacionária que se abateu sobre o Brasil. Piloto de uma era de corrupção, desmandos e perseguições políticas em Minas Gerais, conhecido por usar os impostos dos mineiros para construir um império, ao se candidatar a presidente, em 2014, passou a vocalizar um moralismo de fancaria que, como toda mentira, vai caindo por terra.



Não há novidade alguma na notícia que, tardiamente, tomou as primeiras páginas dos jornais nesta sexta-feira.

Aécio vem sendo delatado vez após outra há anos e anos, mas a Justiça age com ele da mesma forma que com o ex-presidente do PSDB Eduardo Azeredo, condenado a vinte anos de prisão, mas que, há anos, consegue empurrar o processo pra frente de uma forma que ninguém mais consegue hoje no Brasil.

No âmbito da Lava Jato, já virou palhaçada. Mais delação contra Aécio para a Justiça não fazer nada.

Agora é o ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura Benedito Júnior, o BJ, que disse, em depoimento ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nesta quinta-feira (2), que a empreiteira baiana doou R$ 9 milhões em caixa dois para campanhas eleitorais do PSDB.

O pedido de ajuda teria sido feito pelo próprio Aécio Neves, que, em 2014, concorria à Presidência da República. Ele teria solicitado doação de recursos para outros candidatos da legenda, já que, na época, era presidente do PSDB.

Os crimes atribuídos a esse e outros tucanos não quer dizer nada. Podem ser inocentes ou culpados. O grande crime é que, quando acusações são feitas aos seus adversários petistas, eles fazem discursos indignados e hipócritas como você viu no vídeo acima.

O grande crime de Aécio e do resto do PSDB é a hipocrisia. É terem coragem de apontar o dedo para pessoas acusadas dos mesmos crimes que eles. Para condenar a tucanada por crimes, só a Justiça. Por falta de caráter e decência, porém, qualquer um tem direito.

O que confere direito a qualquer um de condenar Aécio Neves é justamente a hipocrisia tucana, que, como estamos todos vendo, quer que a sociedade acredita que todas as denúncias contra o PT são verdadeiras e contra tucanos são invenções.

Falta combinar com os russos.

Eduardo Guimarães
No Blog da Cidadania

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.