5 de fev de 2017

O nazismo midiático que assola o país


Essa onda nazista que assola o Brasil, por culpa de uma campanha midiática interminável e irresponsável contra o PT, precisa ser contida. Não são mais casos isolados. Já se tornou um fenômeno social avassalador, que levou ao golpe, levou ao caos político e econômico, e está transformando milhões de brasileiros em chacais, sem moral, sem senso de solidariedade ou fraternidade, desprovidos de qualquer espírito democrático.

É a coisa mais satânica, antirreligiosa e anticristã que se possa imaginar.

Cristo morreu pregando o amor, inclusive e sobretudo em relação ao inimigo. Ou seja, Cristo inaugura a luta contra o punitivismo e contra o “direito penal do inimigo”. Ele tentava pôr fim a uma cultura de barbárie de milhares de anos, em que a humanidade se afundava em guerras, massacres, matanças indiscriminadas, às vezes por motivos fúteis.

A culpa do que acontece no Brasil, hoje, é da grande mídia. Ela vai pagar o preço histórico maior por sua irresponsabilidade, por ter criado esse exército de zumbis nazistas que infestam, como moscas, qualquer lugar. Que vão até a porta de hospital, que zombam da morte alheia, que não respeitam a privacidade de ninguém, que infernizam até mesmo em cerimônias fúnebres.

O segundo culpado são as castas da burocracia. Um procurador como esse aí da matéria abaixo tinha de ser imediatamente demitido pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), sem direito a aposentadoria, sem direito a nada, e em seguida processado pelo Estado por crime de incitação à violência.

A impunidade da meganhagem entranhada nas castas do MP, da PF e do Judiciário, contudo, é absoluta. Eles podem tudo. Isso tem de acabar.

O pior é que o MP se tornou um antro de nazistas desse naipe. O Brasil precisa lutar para se livrar do nazismo, que infelizmente chegou por aqui.

* * *

Via Viomundo

Procurador que pretendia celebrar morte de Marisa com champagne já desejou queimar Dilma Rousseff viva; MP vai investigá-lo

03 de fevereiro de 2017 às 23h29

No Jornal O Tempo

Corregedoria do MP investigará procurador que pediu a morte de Marisa

Rômulo Paiva Filho escreveu no Facebook: “Morre logo, peste! Quero abrir logo o meu champagne”

O procurador de Justiça de Minas Gerais Rômulo Paiva Filho será investigado pela Corregedoria-Geral do Ministério Público do Estado depois de compartilhar no Facebook uma reportagem sobre a ex-primeira dama Marisa Letícia e escrever uma mensagem desejando sua morte. “Morre logo, peste! Quero abrir logo o meu champagne”, disse Filho, na rede social.

O perfil do procurador foi apagado após a repercussão do caso. A assessoria de imprensa do MPMG informou, na noite desta sexta-feira (3), que a Corregedoria-Geral está apurando os fatos e vai tomar as providências cabíveis.

Essa não é a primeira vez que Rômulo Paiva Filho se envolve em uma polêmica com questões políticas na internet. Em 2016, ele publicou um texto insinuando que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) deveria ser morta durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos.

“Quem vai acender a pira olímpica? Eu sugiro dar um banho de gasolina na Dilma, tacar fogo com a tocha e mandar ela correr em direção à pira. Que tal?, afirmou, também pelo Facebook.

Morte de Marisa

Marisa Letícia Lula da Silva, de 66 anos, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, morreu nesta sexta-feira (3), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internada desde a última terça-feira (24), vítima de complicações de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Boletim médico informou que Marisa morreu às 18h57.

Ela deixa quatro filhos, um de seu primeiro casamento e três do casamento com Lula.

No Blog do Miro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.