22 de fev de 2017

CCJ aprova "Kinder Ovo" para o STF


Por 21 votos a sete, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou na noite desta terça-feira (21) a indicação do fascista Alexandre de Moraes para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O covil golpista de Michel Temer festejou a decisão, que deve ajudar a "estancar a sangria" das investigações de corrupção no país. No circo montado da "sabatina", os falsos moralistas cumpriram a contento o seu patético papel. Agora, a indicação do "guarda-costas" dos bandidos será submetida a aprovação do plenário do Senado, onde ele precisa do apoio de 41 dos 81 senadores. A votação secreta, assim como foi na CCJ, será realizada ainda nesta quarta-feira. 

Segundo relato do site UOL, a enfadonha sabatina durou mais de 11 horas. "Senadores da oposição pressionaram Moraes sobre as suas ligações políticas. Ele foi filiado ao PSDB e ocupou cargos no governo Temer e em gestões tucanas na cidade e no estado de São Paulo. Já os governistas minimizaram a questão, afirmando que outros ministros do STF atuaram em governos anteriores... Alexandre de Moraes também foi questionado por fatos de sua vida acadêmica e seu trabalho como advogado, como a suspeita de plágio em um de seus livros e a atuação de seu escritório de advocacia em favor de uma cooperativa suspeita de ligação com o PCC".

Apesar dos questionamentos, o jogo de cartas marcadas já estava definido. A base governista nem se constrangeu com as respostas descabidas do plagiador. Num dos momentos risíveis da sabatina, Alexandre de Moraes garantiu que vai atuar com independência com relação ao covil golpista e aos parlamentares amigos acusados de corrupção. "Jamais atuarei entendendo que minha indicação seja ou tenha qualquer ligação de agradecimento, ou qualquer ligação de favor político. Isso posso garantir a vossas excelências. Se aprovado for, atuarei com absoluta independência e absoluta imparcialidade". Nem mesmo o cretinismo parlamentar evitou alguns sorrisos irônicos.

O fascistoide também foi questionado sobre o fato de ter trabalhado como advogado para a campanha presidencial de Aécio Neves (PSDB-MG) em 2014 - pelos serviços, o seu escritório de advocacia recebeu R$ 360 mil. "Tanto em 2012 quanto em 2014 eu advoguei na questão eleitoral para candidatos de todos os partidos. Partidos ditos de situação ou de oposição. E cobrei de todos, porque é questão profissional. Não tenho nenhum problema em relação a isso", afirmou o futuro ministro do STF na maior caradura. O cretinismo parlamentar também não evitou os sorrisos. Num cena patética, o cambaleante Aécio Neves - desesperado com as delações premiadas da Odebrecht, afirmou que a contratação de Alexandre de Moraes foi "legítima".

Questionado pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ) se iria se declarar impedido de atuar na Lava Jato em processos que tenham aliados do governo como investigados, Alexandre de Moraes disse apenas que iria julgar com "absoluta imparcialidade e independência". Diante de tamanho cinismo, nada como o comentário irreverente do jornalista José Simão antes da sabatina na Folha: "Os senadores vão receber o careca com uma marchinha de Carnaval: 'A tua careca não nega, Moraes/ Pois tua careca é um horror/ Mas como a careca não nega, Moraes/ Eu quero um favor'. O favor é 'Me livra da cadeia!'. E os Acadêmicos da USP fizeram outra marchinha pro Moraes: 'Olha a careca do Moraes/ Será que ele fez/ Será que ele fez/ plágio'. E os senadores só têm uma única pergunta pro Moraes: 'O senhor vai livrar a nossa cara? Seremos absolvidos?'. SIM!". José Simão deu um apelido apropriado para o novo ministro do STF: "Kinder Ovo".

Altamiro Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.