12 de jan de 2017

Chefe da Inteligência do governo Temer é denunciado por receber suborno da Odebrecht

Pelos datos que temos, os US$ 600 mil ainda estão em sua conta, afirmou Recalde
O chefe do bloco de deputados argentinos da Frente para a Vitória (FPV), Hector Recalde disse quinta-feira que Kirchner apresentou uma queixa criminal contra o atual chefe da Agência de Inteligência Federal (AFI) da Argentina, Gustavo Arribas, que recebeu US$ 600.000 da construtora Odebrecht, investigada pelas autoridades brasileiras por suborno a funcionários em vários países no caso Lava Jato.

"Nós apresentamos uma queixa criminal contra Arribas, ele tem que explicar o dinheiro", disse Recalde.

"O funcionário argentino teria recebido o montante através de cinco transferências do operador brasileiro Leonardo Meirelles, que foi condenado em conexão com a investigação de corrupção em torno da empresa Odebrecht.

O deputado da FPV asegurou que estes pagamentos que vieram a luz são agora "um problema para o gobierno" de Mauricio Macri e assinalou que "os antecedentes de Arribas para ocupar a AFI não eram os indicados".

No teleSUR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.