5 de dez de 2016

O que o Ministro Barroso tem a dizer sobre o último abuso da Lava Jato?


Não há limites para os abusos da Lava Jato. Conversas particulares entre pai e filha sendo divulgados para a imprensa. Pouco importa se o pai é o execrável Eduardo Cunha. Esse tipo de abuso seria intolerável em qualquer regime democrático.

O que o arauto do novo iluminismo, Ministro Luís Roberto Barroso, teria a dizer sobre esses abusos? Ele, que tolera o estado de exceção, foi alvo de chantagens explícitas de blogs e da Veja, apontando para a compra de um apartamento em Miami por sua esposa, com nome de solteira e através de uma offshore.

Em vez de reagir contra o abuso, de esclarecer a compra, Barroso foi pelo caminho mais fácil: cedeu ao arbítrio e tornou-se ele proprio um defensor do estado de exceção, a maneira mais cômoda das pessoas de pouca coragem de garantir uma blindagem para si e para os seus.


‘Dad, infelizmente não tenho cacife para comprar tudo que gostaria’, disse filha a Eduardo Cunha

Quebra de sigilo telemático do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB) pegou mensagens trocadas por ele com a filha




No GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.