27 de dez de 2016

Febeapá, século 21. Prefeita perde eleição e entrega cidade a Deus


Digníssima de uma nova — e ampliadíssima — versão do Festival da Besteira que Assola o País, o inesquecível livro de Sérgio Porto, o Stanislau Ponte preta, na época, como agora, no início da ditadura.

Na onda do “a fé pode tudo” a prefeita da cidade de Sapezal, no Mato Grosso do Sul, assinou e mandou publicar  semana passada — na conta da Prefeitura, claro — um decreto onde declara (oficialmente!)  que a “cidade pertence a Deus e que todos os setores da Prefeitura Municipal estarão sobre a cobertura do Altíssimo”.

Dona Ilma Grisoste Barbosa, do PSD e que ficou em último lugar na eleição em que buscava continuar no cargo, decreta que “todos os principados, potestades, governadores deste mundo tenebroso, e as forças espirituais do mal, nesta cidade, estarão sujeitas ao senhor Jesus Cristo de Nazaré”.

Bem, Sapezal não é Brasília, não é?

Mas para que não restem dúvidas de sua divina  determinação, a Dona Ilma ainda acrescenta que revoga “”em nome de Jesus, todos os pactos realizados com qualquer outro Deus ou entidade espiritual”.

Antes do jamegão, “lacra”: “Minha palavra é irrevogável!”

Começo a ter dúvidas sobre de que lado da porta do hospício estou.

Fernando Brito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.