26 de dez de 2016

A Globo trata você como um idiota — veja


O Jornal da Desgraça Nacional começou a campanha para doutrinar os brasileiros sobre a necessidade da reforma nas leis trabalhistas.

Logicamente, para impressionar, decidiu fazer a comparação entre as leis aplicadas nos EUA e aqui.



Entretanto, vamos pensar, questionar e colocar na ponta do lápis.

A dinâmica econômica americana é igual à brasileira?

O salário mínimo nos EUA é de U$ 7,25 por hora, equivalentes a R$ 23,70.

O salário mínimo no Brasil é de R$ 5,00 por hora, equivalentes a U$ 1,53.

44 horas por semana de trabalho nos EUA representam R$ 1.042,80.

44 horas por semana de trabalho no Brasil representam R$ 220,00.

Em quatro semanas de trabalho, representando um mês, o trabalhador americano ganha R$ 4.171,20.

Em quatro semanas de trabalho, representando um mês, o trabalhador brasileiro ganha R$ 880,00.

O salário mínimo nos EUA é a base, sendo pago para as funções mais comuns e que não exigem muita qualificação. Dificilmente o trabalhador americano ganha apenas isso.

O salário mínimo no Brasil é a base, mas grande parte das empresas utiliza essa base como teto, ou acrescenta uma pequena diferença — é o Piso da Categoria.

O trabalhador americano ganha em média 4,7 vezes mais que o trabalhador brasileiro.

O trabalhador brasileiro ganha em média apenas 20,4% do que ganha um trabalhador americano.

A economia americana é baseada no consumo, que gera produção, desenvolvimento e emprego.

A economia brasileira é baseada na especulação, que gera recessão, juros, queda no consumo e desemprego.

O empresariado americano também explora o trabalhador, mas esse tem poder de compra.

O empresariado brasileiro explora o trabalhador e a grande maioria desses trabalhadores possui poder de compra apenas para subsistência.

A renda média familiar anual nos EUA para uma casa com quatro pessoas é de U$ 51.939,00, equivalentes a R$ 169.840,53 (dados de 2013, pela cotação do dólar de hoje).

A renda média familiar anual no Brasil para uma casa com quatro pessoas é de R$ 53.424,00, equivalentes a U$ 16.337,61 (dados de 2015, pela cotação do dólar de hoje).

Sendo assim, não somos os EUA. Nosso poder de compra, consumo e dinâmica econômicas não são iguais e os EUA não devem ser tomados como referência comparativa.

A proposta para a reforma das leis trabalhistas só tem por finalidade ampliar ainda mais as diferenças sociais no Brasil.

Ou você realmente acredita que o empresariado irá usar essa nova lei para gerar empregos e renda para os brasileiros?

Pense ou morra escravo e acreditando na TV.

Sergio Luiz Bezerra


PS do Viomundo: A charge abaixo resume o “mais poder aos sindicatos” da manchete de O Globo:

Captura de Tela 2016-12-25 às 20.13.39

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.