21 de nov de 2016

Taxistas de São Paulo foram precursores da "pós-verdade"


Esse negócio de pós-verdade não é novidade nenhuma. Os taxistas de São Paulo a praticam desde que me conheço por gente.

Com eles aprendi, por exemplo:

Que a Erundina tinha mansões e iates;

Que o Pablo Escobar era um bom sujeito, pois apesar de traficante nunca usou drogas feito esses maconheiros que a gente vê pela rua;

Que os médicos cubanos eram guerrilheiros infiltrados para implantar o comunismo no brasil;

Que o sobrinho do Haddad era dono do Uber, por isso ele perseguia os taxistas;

Que o melhor caminho entre o aeroporto de Congonhas e a Vila Olímpia era dando a volta por Santo Amaro.

José Geraldo Couto

O que é ‘pós-verdade’, a palavra do ano segundo a Universidade de Oxford

Adjetivo diz respeito a circunstâncias nas quais fatos objetivos têm menos importância do que crenças pessoais

Anualmente a Oxford Dictionaries, departamento da universidade de Oxford responsável pela elaboração de dicionários, elege uma palavra para a língua inglesa. A de 2016 é “pós-verdade” (“post-truth”).

Além de eleger o termo, a instituição definiu o que é a “pós-verdade”: um adjetivo “que se relaciona ou denota circunstâncias nas quais fatos objetivos têm menos influência em moldar a opinião pública do que apelos à emoção e a crenças pessoais”.

A palavra é usada por quem avalia que a verdade está perdendo importância no debate político. Por exemplo: o boato amplamente divulgado de que o Papa Francisco apoiava a candidatura de Donald Trump não vale menos do que as fontes confiáveis que negaram esta história.

Segundo a Oxford Dictionaries, o termo “pós-verdade” com a definição atual foi usado pela primeira vez em 1992 pelo dramaturgo sérvio-americano Steve Tesich. Ele tem sido empregado com alguma constância há cerca de uma década, mas houve um pico de uso da palavra, que cresceu 2.000% em 2016.

‘Pós-verdade’ deixou de ser um termo periférico para se tornar central no comentário político, agora frequentemente usado por grandes publicações sem a necessidade de esclarecimento ou definição em suas manchetes”, escreve a entidade no texto no qual apresenta a palavra escolhida.

André Cabette Fábio
No Esquerda Caviar

Um comentário:

  1. KKKKKKKK! Kkkkkkkkkkkkk! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk! A Pós-Verdade, quando ¨inserida¨ em nossos Dicionários, poderá constar-lhe como ¨sinônimo¨, a expressão/vocábulo "Pre´-Mentira"????

    ResponderExcluir

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.