11 de set de 2016

Apóstatas

Christopher Hitchens era um jornalista inglês que morava nos Estados Unidos. Ele e outro expatriado, o escocês Alexander Cockburn, eram os principais colunistas da revista “The Nation” e tinham inatacáveis credenciais de esquerda. Mas chocaram seus pares e seus leitores com posições surpreendentes, Hitchens apoiando a invasão do Iraque pelos americanos e Cockburn garantindo que o aquecimento global era uma mentira sustentada pelo lobby da energia nuclear. Os dois morreram sem renegar suas respectivas apostasias.

Hitchens provocou outra surpresa com um ataque à Madre Teresa de Calcutá, a quem acusou de praticar um tipo de misericórdia pouco misericordiosa e promover o fundamentalismo e o fanatismo da Igreja. Para Madre Teresa, segundo Hitchens, a caridade cristã consistia em convencer os pobres e os doentes terminais de que sua miséria era a vontade de Deus, enquanto sua pregação e seu exemplo solapavam iniciativas sociais para acabar com a pobreza e a doença sem depender de milagres. Hitchens também criticava o fato de Madre Tersa ter aceito doações da família Duvalier, que dominava o Haiti, em troca da defesa daquele regime ditatorial, e mais de um milhão do financista americano Charles Keating antes de este ser condenado por estelionato.

Cockburn alegava que o pânico espalhado pelas notícias sobre o envenenamento ambiental causado pela queima de combustível fóssil era parte de uma campanha orquestrada. Não haveria aquecimento global com suas previsíveis consequências — catástrofes climáticas, inundações etc. — porque seria tudo invenção do lobby nuclear, para promover a energia limpa. A campanha seria tão abrangente porque não faltaria dinheiro para comprar adesões, inclusive de cientistas respeitados.

Hitchens nunca explicou bem sua opinião sobre a guerra do Iraque, que começou com uma mentira e terminou com um fracasso. O próprio Bush reconheceu que não havia razão para invadir o Iraque, a não ser pela pequena vitória de pegar o Saddam. Quanto à Madre Teresa, concordar ou não com o Hitchens depende do que você pensa da santidade. A Igreja deu seu veredicto, e a santificou oficialmente.

Cockburn também morreu sem mudar de opinião — apesar de todas as evidências em contrário. Este é o problema com polemistas. Ter que manter suas posições, independentemente das evidências.

Luís Fernando Veríssimo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.