19 de ago de 2016

Veja pela hora da morte

Como a Globo, não encontra comprador...


No Portal dos Jornalistas:

Grupo Abril anuncia nova reestruturação em seus negócios

Pouco mais de um ano após a mais radical e ousada reestruturação em seus negócios, então sob a liderança de Alexandre Caldini, o Grupo Abril muda novamente de rumo e postura, apostando numa nova visão de mercado. No comunicado que divulgou na última semana, assinado por seu presidente Walter Longo, a organização apresentou o que classifica de nova “perspectiva sobre seus negócios para gerar inovação, sinergias e reapresentar seu portfólio completo de serviços: Mídia, Assinaturas, Print, Total Express, Licensing, Casa Cor, Abril BrandedContent (ABC) e Abril Big Data (ABD)”.

Nas palavras de Longo, o grupo estará focado “em trabalhar as potencialidades individuais de cada um desses pilares e otimizar essa força por meio da combinação de suas expertises e integração entre as unidades. Acreditamos que isso nos permite atender os novos desafios do mercado".

Como não é comum uma empresa desse porte anunciar mudanças relevantes em tão curtos períodos de tempo, é de se supor que os acionistas não estão satisfeitos com o que foi até aqui implementado e, sob nova gestão, buscam outros caminhos.

A reestruturação em curso será apoiada por uma campanha que tem como slogan Bem-vindo à indústria do conhecimento. Como exemplos práticos dessa nova visão a empresa cita a criação do GoBox, plataforma de clube de assinaturas de produtos que combina os pilares de mídia, distribuição, Abril Big Data e assinaturas e que ainda este mês estará disponível para o público já com dez lançamentos; e o GotoShop, operação de e-commerce, lançada em julho, que une Abril Big Data, Mídia e Total Express (braço de logística e distribuição). Com isso, a Abril pretende dar a seus leitores a possibilidade de comprar produtos vistos nas páginas das versões impressas e digitais das revistas e sites.

"O Grupo Abril reúne os serviços essenciais para a venda de produtos de qualquer indústria, da mídia à conversão e entrega”, garante Longo. “Além de grande produtora de conteúdo, a empresa se consolida também como marketplace e empresa de serviços. Esta é uma indústria moderna, que está a serviço do leitor e do mercado". Ele promete mais novidades para os próximos meses.

Mudanças em sequência

Desde a morte relativamente precoce de Roberto Civita, em maio de 2013, o Grupo Abril, diante da crise sem precedentes do mercado editorial, em particular no segmento de revistas, defronta-se com o desafio da sobrevivência e da reinvenção de seus negócios. Nesse período, houve trocas de direção mais de uma vez, significativa redução de instalações, brutal enxugamento de pessoal nas múltiplas atividades, venda e descontinuidade de vários títulos, aporte de capital da família para fazer frente à elevada queda nas receitas e ao significativo endividamento e, como agora, reestruturações nos negócios. De típica editora de revistas, a Abril hoje parte para negócios em campos como e-commerce, distribuição, big data, branded content, entre outros.

O Portal dos Jornalistas traz uma linha do tempo com as principais mudanças na empresa desde a morte de Civita. Confira nos links ou notas a seguir:

7/6/2013 – Tem início a reestruturação na Abril

31/7/2013 – Reestruturação na Abril é esperada para os próximos dias

8/10/2013 – Ricardo Anderaos dirigirá Brasil Post, parceria da Abril com Huffington Post

9/10/2013 – Jairo Leal deixa a Abril

31/10/2013 – Após anunciar no início de outubro uma parceria com o site de notícias sobre política, celebridades e entretenimento Huffington Post, a Abril deu mais um passo em sua estratégia de ampliar a divisão de negócios digitais. Segundo Cynthia Malta informou no Valor Econômico em 31/10, a empresa comprou, por valor não revelado, 51% do Meu Espelho, site especializado na venda de cosméticos e perfumes. De acordo com a repórter, é a primeira aquisição de uma empresa de comércio eletrônico pela Abril, embora sua divisão de negócios digitais já seja responsável pelo iba, site que vende revistas e livros, e tenha uma parceria com a varejista online Mobly no site Casa.com.br para outros tipos de produtos, como móveis, roupa de cama e banho e eletrodomésticos de pequeno porte – atrelados às revistas de decoração do grupo. “A compra do site Meu Espelho, fundado há dois anos pelas empresárias Bianca Latgé e Renata Merquior, faz parte da estratégia comercial de usar as revistas femininas da Abril — Claudia e Nova, por exemplo — para alavancar vendas de produtos de beleza”, diz Cynthia na matéria. “A Abril poderá aumentar a fatia de 51% no site, em 2014, e informou a intenção de capitalizar a empresa, ‘garantindo recursos para mídia e para o aumento da oferta de produtos’. O comunicado também informa que a Abril ‘aposta na sinergia com a Total Express’. Esta empresa do grupo controlado pela família Civita opera em logística e distribuição e tem entre seus clientes alguns dos principais sites de comércio eletrônico do País”.

17/7/2014 – Transferência de títulos da Abril para Editora Caras preserva empregos

24/7/2014 – Alexandre Caldini deixa o Valor Econômico e volta à Abril

26/8/2014 – Abril adota novo modelo organizacional

7/1/2015 – Mais enxuta, Abril reduz ocupação do prédio da Marginal de Pinheiros

13/2/2015 – Em novo movimento de reestruturação, Abrilpar vende controle da Abril Educação para Fundos Tarpon

7/3/2015 – Giancarlo Civita assume lugar de Fábio Colletti Barbosa no comando da Abril Mídia

20/5/2015 – Vilma Gryzinski, Isabela Boscov, Karina Pastore e Leonel Kaz deixam Veja

3/6/2015 – Alexandre Caldini: “Partimos para alterar de forma radical o mindset da Abril”

19/11/2015 – Abril deixa de editar Playboy, Men's Health e Women's Health

14/12/2015 – Abril recebe aporte de R$ 450 milhões da família Civita

1/2016 – A Fundação Victor Civita firmou em dezembro acordo com Fundação Lemann e transferiu para esta as marcas Nova Escola e Gestão Escola neste início de ano. Segundo comunicado sobre o negócio, o desejo das duas organizações “é dar um novo impulso a ambas, garantindo que elas cresçam ainda mais e continuem ajudando a colocar professores e gestores no centro do debate educacional”.

25/2/2016 – Grupo Abril sob nova direção

31/3/2016 – Abril anuncia nova reestruturação. Alexandre Caldini deixa a Presidência da Editora

No CAf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.