19 de ago de 2016

Polícia Federal não indicia Lula e família por triplex no Guarujá

Relatório foi divulgado ontem (18) pelo juiz Sérgio Moro; PF indiciou a publicitária Nelci Warken, que admitiu ser dona do imóvel, e funcionários da empresa Mossack Fonseca no Brasil


A Polícia Federal indiciou a publicitária Nelci Warken, que admitiu ser dona de um triplex localizado no Guarujá, alvo de investigação da fase Triplo X, da Operação Lava Jato.

Depois de muita especulação, que apontava o ex-presidente Lula e seus familiares como proprietários do imóvel, a informação não foi confirmada pelas autoridades. O relatório concluído foi entregue pela PF à Justiça na última sexta-feira semana e divulgado nesta quinta-feira (18) pelo juiz Sérgio Moro.

Além de Nelci, também foram indiciados funcionários da empresa Mossack Fonseca no Brasil: Maria Mercedes Riaño, Luis Fernando hernandez, Rodrigo Andrés Cuesta Hernandez, Ricardo Honório neto e Renata Pereira Britto, além do empresário Ademir Auada, intermediário de negócios para a empresa. Lula e seus parentes não foram envolvidos.

Leia aqui a íntegra do relatório final da PF na fase “Triplo X''

No Fórum

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.