7 de ago de 2016

Gilmar quer cassar registro do PT

Quá, quá, quá, reagiu o Dr Abdelmassih


Essa semana, o Dr Roger Abdelmassih, já condenado por 37 estupros a 181 anos de cadeia, recebeu uma condenação adicional: atentado violento ao pudor.

Como se sabe, o Dr Abdelmassih gozava a vida, numa boa, em Assunção, no Paraguai, e só foi preso por obra do produtor Leandro Santana do programa Domingo Espetacular.

O Dr Abdelmassih levava a vida na flauta graças a um Habeas Corpus concedido pelo Ministro (sic) Gilmar (PSDB-MT), a pedido do ilustre advogado Dr Marcio Thomaz Bastos.

(Pelo que o Dr Bastos cobrou R$ 500 mil do Dr Abdelmassih. Sem comentários...)

Provavelmente para tirar do foco essa nova condenação do Dr Abdelmassih, o Ministro (PSDB-MT), segundo o Globo Overseas Investment BV , "pede a cassação de registro do PT".

Já que há "indicativos" de que a sigla foi "indiretamente "sic" financiada pela Petrobras.

E o Traíra, que recebia em dinheiro vivo da Veja e da Odebrecht?

E a Odebrecht, que comprou o Cerra pela bagatela de R$ 34 milhões?

Mas, isso "não vem ao caso"!

E eles acham que o povo não está percebendo...

(Por falar nisso, ouça a vaia memorável, ao Temer, na tevê italiana, sem o abafa).


PHA

No CAf



Gilmar Mendes e a extinção do PT


Estudo acadêmico sobre o perfil dos "antipetistas puros" (excluídos os "impuros", ou seja, os que manifestam sentimentos positivos em relação a outros partidos) chega à seguinte conclusão: antipetistas não são conservadores; tendem a ser relativamente ricos; acreditam que o PT administrou mal a economia; manifestam sentimentos anticorrupção (desde 2006); e, mais importante, possuem atitudes negativas contra políticas de ação afirmativa que beneficiam afrobrasileiros. (extraído de Ciência Política, Sentimentos partidários e antipetismo, 2016, pág. 12)

Em paralelo, uma pesquisa do Vox Populi, de junho de 2015, sobre os limites do antipetismo na intenção de voto dos eleitores demonstrou que o eleitorado "potencial" do PT soma 48% dos eleitores, superando os 39% que não votariam no partido (Carta Capital, Os limites do antipetismo).

Eis aí uma possível explicação para a intenção do ministro Gilmar Mendes de requerer a extinção do PT: a farsa de que o PT é a origem de toda a corrupção brasileira somente foi recepcionada pela parcela rica da população, que abomina o discurso da generosidade e de redução das desigualdades sociais.

Esse alcance é insuficiente para eliminar a possibilidade de retorno do partido ao governo federal. Por conta disso, a "solução final" de Gilmar é simplesmente pôr na câmara de gás um partido que acolhe um terço do pensamento ideológico dos eleitores.

O que o infelizmente ministro não está levando em conta é o seguinte: para os eleitores, pouco importa o nome da agremiação, desde que saibam que determinado partido será o sucessor do PT, os votos convergirão para ele.

É como a piada do marido traído que retira o sofá da sala. O autoritarismo do Gilmar não resolverá, ainda bem.

Um dia pessoas como Gilmar Mendes compreenderão os limites de seu humano poder.

Tomara esse dia não tarde.

Marcio Valley
No GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.