12 de ago de 2016

Filha de ministro da Saúde dá bronca no pai por causa de declaração machista

Maria Victoria Borghetti publicou um vídeo corrigindo o pai, Ricardo Barros, que afirmou que homens trabalham mais do que mulheres e, por isso, não têm tempo para cuidar da saúde


O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou na quinta-feira (11) que homens trabalhavam mais do que mulheres e, por isso, não têm tempo para cuidar da saúde. A fala virou rapidamente um dos assuntos mais comentados do país pelo teor machista, levando Barros a ser criticado pela própria filha, a deputada estadual Maria Victoria Borghetti (PP-PR).

A declaração do ministro aconteceu no lançamento do plano que visa aumentar o número de atendimentos a homens na rede pública de saúde. “Eu acredito que é uma questão de hábito. Os homens trabalham mais, são os provedores da maioria das famílias e não acham tempo para a saúde preventiva. Isso precisa ser modificado”, disse.

Já Borghetti publicou, em seu perfil no Facebook, um vídeo falando sobre os comentários do pai e respondendo com informações oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Por mais que haja dados absolutos de que há um maior número de homens no mercado formal de trabalho, o IBGE afirma que as mulheres trabalham em média 5 horas a mais na semana do que os homens, portanto uma jornada de trabalho mais longa”, destacou.

A deputada ressaltou a questão da jornada dupla, quando as mulheres, além de atuarem no mercado de trabalho, voltam para o lar, limpam, cozinham e cuidam dos filhos. “E não precisa de dados para mostrar o quanto as mulheres trabalham nesse Brasil inteiro. Depois de trabalhar fora de casa, ainda têm de trabalhar em casa”, completou.

Assista:



No Fórum

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.