20 de ago de 2016

Delação da OAS chega ao Supremo Tribunal Federal

A Odebrecht tinha decidido poupar o Judiciário nas suas delações. Aparentemente, a OAS optou por um caminho próprio. A edição desta semana da revista Veja diz ter obtido parte da delação do presidente da OAS implicando o Ministro Dias Toffoli, do Supremo.

Nos últimos anos, Toffoli foi o que mais se empenhou em ser aceito pela casa grande, inclusive tornando-se o Robin do Batman Gilmar Mendes.

Aparentemente, a estratégia não foi bem sucedida.

O vazamento da delação foi claramente uma represália da Lava Jato contra Tofolli, por ter concedido liminar para libertação do ex-MInistro Paulo Bernardo. Obviamente, o vazamento não será investigado pela Procuradoria Geral da República.

Luís Nassif
No GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.