5 de jul de 2016

O fato mais importante da entrevista de FHC à Al-Jazeera

Visto no mundo como um desprezível golpista de direita
O fato mais importante da entrevista que FHC concedeu à emissora árabe Al-Jazeera é o seguinte. Ficou claro que FHC perdeu qualquer vestígio de respeito no cenário internacional.

Hoje ele é visto como um réles, um desprezível golpista de direita na pior tradição latino-americana. (Aqui você pode ver a entrevista com legendas em português.)

Estava estampado no entrevistador o desprezo pelo entrevistado. Aquela não foi apenas uma entrevista dura. Foi uma oportunidade que o jornalista encontrou de dizer certas verdades a FHC. Acostumado aos salamaleques da mídia brasileira, FHC logo percebeu que fez um mau negócio. Se pudesse levantar-se e dar o fora no meio da entrevista, faria isso. Mas não dava. Era ao vivo. Foi divertido vê-lo falar a certa altura num inglês trôpego de quem perdeu o controle: “Eu protesto, eu protesto!”

No Brasil, faz tempo que FHC é malvisto. Mas no exterior ele conservava algum prestígio. Seu papel abjeto no golpe jogou seu nome na sarjeta mundial.

Recentemente ele já sofrera um vexame de proporções planetárias quando foi obrigado a cancelar a participação num encontro de cientistas sociais em Nova York. O tema era a democracia — sempre instável — na América Latina. Um grupo de pessoas deixou claro que iria vaiar FHC caso ele comparecesse.

Ele desistiu.

O repúdio a FHC no exterior é o prenúncio do que lhe reserva a história. Ele terá seu lugar merecido na posteridade: um golpista, um fâmulo da plutocracia que sequer pode invocar a idade provecta para justificar os horrores que vem fazendo contra os pobres de seu país.

Fez-se justiça a ele em vida. Graças a Deus.

Paulo Nogueira
No DCM

Um comentário:

  1. Olá! Bom dia a todos os leitores/seguidores...
    I N J U S T I F I C Á V E L . . . Todos e quaisquer que sejam o somatório de Revezes/Ônus/Vexames/Castigos/..., que muito tardiamente, possam vir a serem impingidos a este "pária" (Entreguista Traidor), jamais estará a altura, jamais fará JUS á Sua Mediocridade, á sua Abjeta Insignificância...
    Á esta "Abominação Inumana", nem as piores ofensas possíveis e imagináveis, Lhe cabe por/como ¨direito¨, pois, ate a Extrema Maledicência, tem como/por limites, a Inerente (mas OCASIONAL) Falibilidade Humana, oquê NIsto/NEste "Injustificável¨, Sistematicamente {[( "É" )]}, per si só, Total e Absolutamente... ...Eu, pessoal e particularmente, acho...

    ResponderExcluir

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.