5 de jul de 2016

Michel Temer – quanto mais o conheço, menos gosto dele

Os resultados da pesquisa CNI-IBOPE comparados com os da pesquisa CNT-MDA para a avaliação do governo Temer.


Não pretendia comentar a Pesquisa CNI-IBOPE sobre a aprovação do governo interino do vice-presidente Michel Temer. E o motivo era que o resultado já havia sido antecipado em 27 de junho de 2016 por Lauro Jardim de O Globo ainda durante a fase de coleta de dados de 26 a 30 de junho de 2016, conforme destacou o sempre alerta Tijolaço.

“A tendência é que o “ótimo” e o “bom” estejam em patamares muito semelhantes aos que o governo Dilma alcançava em seus estertores — ou seja, algo entre 10% e 12%. Mas a expetativa é que o “regular” cresça em relação ao governo afastado e, consequentemente, diminua o percentual daqueles que avaliam Temer como “ruim” ou péssimo”.

Acompanho as pesquisas do IBOPE há tempos e tenho por elas o maior respeito, mas a suposta antecipação dos resultados me deixou chateado.

A CNI é a Confederação Nacional da Indústria. A FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo do Paulo Skaf tem feito demonstrações públicas de apoio ao governo de Michel Temer.

Ainda assim, não pude resistir, acabei indo aos dados.

Até porque havia uma pesquisa anterior da CNT – Confederação Nacional dos Transportes feita pela MDA no início do mês de junho – nos dias 02 a 05 daquele mês.

Resolvi comparar os resultados.

Foi muito bom tê-lo feito, poderia ter ficado com uma injusta impressão da CNI-IBOPE. Ambas as pesquisas conversam harmonicamente entre si. Ocorre que o grau de conhecimento de Temer na pesquisa do CNI-IBOPE é bem maior do que na pesquisa CNT-MDA.

E é aí que os resultados trazem péssimas notícias para Temer.

Na pesquisa CNI-IBOPE o grau de desconhecimento de Temer cai 18 pontos percentuais em relação à CNT-MDA e o índice de ruim e péssimo cresce 11 pontos percentuais. Vai de 28% para 39%. Bom e ótimo cresce 3 pontos percentuais e o regular cresce 6 pontos percentuais.

CNT X CNI - Avaliação

As expectativas relatadas por Lauro Jardim não se confirmaram. Nem em relação a um despretensioso aumento do “regular”. O que cresceu mesmo foi o “ruim e péssimo”.

Igualmente para taxa de aprovação de Temer. O índice de desconhecimento cai 10 pontos percentuais e a desaprovação cresce 13 pontos percentuais. Vai de 40% para 53%. A aprovação cai 3 pontos percentuais.

CNT X CNI - Aprovação

A melhor estratégia que os resultados das pesquisas poderiam aconselhar a Temer é: não deixe ninguém saber que você é o presidente.

A bem da verdade, os resultados lembram-me o Eclesiastes: “Michel Temer, quanto mais o conheço, menos dele eu gosto”.

PS: esta Oficina não reza pela cartilha, mas tampouco briga com dados.

Sérgio Saraiva
No Oficina de Concertos Gerais e Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.