2 de jul de 2016

140 años de la muerte de Mijaíl Bakunin

Retrato do russo Mijail Bakunin em 1860

O político russo participou ativamente das revoluções de 1848 em Paris e Alemanha.

Em 1º de julho de 1876 morreu o político russo Mijaíl Bakunin. Foi autor de uma volumosa obra dentre as que se destacaram O apelo aos eslavs. O catecismo revolucionário e O Estado e a anarquia.

Bakunin estudou na acdemia militar de São Petersburgo, mas em 1835 abandonou o Exército e se interessou por Filosofia, especialmente pela obra dos alemães Johann Fichte e Georg Friedrich Hegel.

A partir de 1840 viajou pelo ocidente europeu e conheceu a obra do filósofo materialista alemão Ludwig Feuerbach, do pensador socialista francês Charles Fourier e do também francês Pierre Joseph Proudhon.

Participou ativamente nas revoluções de 1848 em Paris e Alemanha. Um ano depois foi preso em Dresden e condenado a morte, mas sua pena foi suspensa e o entregam aos russos. Permaneceu encarcerado vários anos e depois foi enviado para a Sibéria em 1855. Fugiu da Sibéria e chegou a Inglaterra em 1861. Passou seus últimos anos na Suiça em meio a miséria e planejando conspirações.

Cinco frases de Mijaíl Bakunin

1. "A religião é demência coletiva".

2. "A moral divina é a negação absoluta da moral humana".

3. "Eu sou livre somente na medida em que reconheço a humanidade e respeito a liberdade de todos os homens que me rodeiam".

4. "A liberdade não pode ser realizada mais que em sociedade e somente na mais estreita igualdade e solidariedade de todos com todos".

5. "Buscar minha felicidade na felicidade dos outros, minha dignidade na dignidade dos que me rodeiam, ser livre na libertade dos outros, tal é meu credo, a aspiração de toda minha vida".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.