8 de jun de 2016

Vida suntuosa de Marcela Temer é destaque em jornal inglês

O diário britânico The Daily Mail circula nesta sexta-feira (20) com uma reportagem sobre a esposa do presidente ilegítimo Michel Temer, Marcela, repercutindo as críticas da população, que a acha "patricinha" demais em um momento que exige austeridade.

Ela
Assinada pelo jornalista Matt Roper, a reportagem descreve a trajetória de Marcela Temer, desde que conheceu o presidente até os dias de hoje. "Ela insiste em ter tudo do melhor, não importa o preço. E o que ela quer, ela tem", diz.

A reportagem descreve Marcela como gastadora contumaz, por ter consumido "milhões em reformas da casa pública em que vivem, na cidade de Brasília".

Durante a posse de Temer, o repórter britânico escutou: "Olhem para essa mulher, agora nós iremos pagar para ela fazer compras em Milão e Paris". A frase foi dita por um dos populares que se aglomeravam diante do Palácio do Planalto na quinta-feira (12).

Mesmo com o país em franca recessão, com milhares de pessoas no desemprego e empresas fechando as portas dia a dia, ela se negou a mudar seu estilo de vida.

Quando o vice-presidente assumiu o cargo, em janeiro de 2011, ela exigiu uma extensa e cara reforma antes de ocupar o Palácio do Jaburu, residência oficial. As reformas incluíam melhorias na piscina, dentre outras coisas.

Enquanto as reformas aconteciam, ela vivia na casa de R$ 7 milhões de Temer, em São Paulo. No fim, mudou-se para Brasília, levando parte da sua família. Temer comprou para ela uma mansão de R$ 4,5 milhões e alugou uma outra propriedade por mais de R$ 15 mil mensais.

De novo, mais dinheiro público é utilizado nessas extravagâncias, para surpresa de Roper. Ele afirma que Marcela gasta mais de R$ 60 mil por mês ao levar consigo um staff de 52 pessoas, dentre elas uma equipe de seguranças, para estadias na cidade de São Paulo.

"Para a maioria dos brasileiros, a vida luxuosa de Marcela e de sua família é símbolo da desigualdade social existente no país", diz Roper. "Talvez a grande dor de cabeça para Temer, enquanto passa uma imagem de que vai tratar o país com austeridade, é lidar com a vida luxuosa que sua mulher exibe". "Isso não combina" com o discurso que Temer pronunciou quando foi instalado no governo, opina Roper.

O jornalista britânico considera que Michel Temer terá de encarar os graves problemas da economia do país, com taxas de desemprego cada vez maiores, epidemia de zika, PIB em retração de 3,8% este ano e uma crise política que ainda está longe de ter solução.

Roper encerra a reportagem afirmando que todos esses problemas não afetarão, de modo algum, a vida de Marcela Temer.

No Vermelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.