4 de jun de 2016

Torquato Jardim pode ser o próximo ministro a cair: por declarações semelhantes, Cid Gomes não resistiu ao cargo — ouça


O novo ministro do MINTRAFICO (Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle), Torquato Jardim, deu uma série de declarações polêmicas, segundo áudio que pode ser conferido na matéria do Estadão, num Congresso sobre ciência política e direito eleitoral no Piauí, evento do qual foi palestrante, realizado em meados de Maio.



Entre as falas controversas, o ex-TSE disse que no congresso o bloco chamado de Centrão — formado por treze partidos e que possui, aproximadamente, 220 deputados — foi montado “em nome da corrupção e safadeza”, além de dizer, também, que os partidos políticos nacionais são “balcões de negócio”.

Bom, eu, um mero cidadão comum, achei um máximo as declarações do Torquato e concordo com boa parte do áudio que escutei que reproduzem as falas dele. Todavia, podem ter pessoas que não gostem muito das declarações e peçam a cabeça do mais novo ministro do governo usurpador.

É o caso dos deputados federais, que convocaram Cid Gomes após uma declaração semelhante e exigiu a saída dele do governo, logrando êxito, pois o politico cearense pediu demissão logo após as explicações (que viraram acusações históricas, diga-se de passagem) no parlamento.

Para recordar, o irmão do Ciro Gomes falou para estudantes numa universidade do Pará que o legislativo “tem lá uns 400 deputados, 300 deputados que, quanto pior, melhor para eles. Eles querem é que o governo esteja frágil porque é a forma de eles achacarem mais, tomarem mais, tirarem mais, aprovarem as emendas impositivas” [não falou mentira nenhum, convenhamos. Deveria ganhar o Óscar da honestidade de 2015].

E o curioso é que o ministro da educação hoje, Mendonça Filho (DEM-PE), foi quem convocou o Cid, ex-MEC, para dar explicações no plenário da câmara acerca da declaração.

Será que Mendonça deseja que seu companheiro de governo vá ao legislativo explicar a expressão - talvez mais forte que a de Gomes - que partidos do centrão construíram uma bancada de corrupção e safadeza? Será que a base aliada de Eduardo Cunha, ou do Temer, que não aceitou ser chamada de achacadora vai se dar bem com a alcunha de corrupta?

Nada como esperar um dia após o outro.

Hoje é sexta-feira, e o paredão do BBB Temer está no ar, com toda a possibilidade de fazer sua próxima vítima. Jucá e Silveira, talvez não coincidentemente, deixaram de trabalhar numa terça-feira, dia de eliminação.

Tá certo que está difícil escolher quem eliminar: tem secretária que é investigada pela PGR e ministro do turismo com “indícios bastente seguros” contra. Tudo leva a crer num paredão triplo.

Aguardaremos as cenas do próximo capítulo.

Tadeu Porto é Diretor do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF)
No Cafezinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.