24 de jun de 2016

Serrano: Juiz de primeiro grau não podia autorizar busca na casa de Senadora


O jurista Pedro Serrano disse em sua conta pessoal no Facebook que o mandado de busca e apreensão da Operação Custo Brasil na casa da senadora Gleisi Hoffmann e do seu marido, o ex-ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, não poderia ter sido autorizado por um juiz de primeira instância.

“Se as provas não forem invalidadas não temos mais lei, Constituição, nem Judiciário independente e imparcial no país, simples assim”.

Por Pedro Serrano

Via Facebook

A cautelar de busca e apreensão, em residência onde mora Senadora da República, aliás também investigada, deveria ter sido concedida pelo STF, não por Juiz de primeiro grau. Se as provas não forem invalidadas não temos mais lei, Constituição, nem Judiciário independente e imparcial no país, simples assim.

No GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.