25 de jun de 2016

A ultrajante sova da Folha em Londres!

A 'Fel-lha' levou 15 dias para dizer que os ministros são lavajateiros!​


Sue Branford began her career as a journalist by working in Brazil in the 1970s as correspondent for the Financial Times, the Economist and the Observer. On returning to the UK, she worked for the BBC World Service. She has published five books, including The Last Frontier — Fighting over Land in the Amazon and Cutting the Wire — the Story of the Landless Movement in Brazil, which was awarded the Vladimir Herzog human rights prize.
She is currently involved in a research project in the Amazon and is a volunteer editor at LAB.

Sue Branford começou a carreira de jornalista trabalhando no Brasil nos anos 1970 como correspondente do Financial Times, Economist e Observer. Ao voltar para a Inglaterra, trabalhou na BBC. Publicou cinco livros e um deles, sobre os Sem-Terra, recebeu o Premio Vladimir Herzog de Direitos Humanos.

Atualmente, ela trabalha numa pesquisa na Amazonia e é editora voluntária do LAB.

Para o Otavím, o Otavio Frias Filho, herdeiro da Fel-lha, ela tem “uma visão que corresponde à militância do PT”!

O que, em resposta, ela chamou de “outrageous”!

“Ultrajante”, “insultuoso”, sob aplausos!

Tratava-se de um debate sobre o PiG do Brasil realizado em Londres, provavelmente o ultimo a que o Otavím comparecerá — no estrangeiro, é claro, porque, aqui, é levado a sério.

O currículo de Sue Anderson dá de 10 a 0 no currículo do Otavim e de qualquer um de sua equipe de jornalistas (mal pagos).

Sue disse:

— como diz o Mino Carta, a mídia nativa é reacionária e conservadora, com relações umbelicais com o poder;

— cobertura distorcida do PiG (ela não usa essa expressão, mas é como se usasse) ajudou a derrubar a Dilma;

— na véspera do segundo turno, a Globo distorceu o debate Collor vs Lula - tudo de bom do Collor e tudo de ruim do Lula – e ajudou a eleger o Collor;

— o PiG quer o PT fora do poder;

— o problema não são os editoriais, mas as reportagens que distorcem as noticias;

— o Manchetômetro mediu a parcialidade da imprensa brasileira;

— o PiG manipula a opinião publica;

— na Amazônia, a TV Globo é a única fonte de informação;

— como se o PT fosse o único partido em que há corrupção;

— a Fel-lha omitiu que a Janaína Paschoal recebeu R$ 45 mil do PSDB;

— a Fel-lha levou quinze dias para informar que os ministros do Temer estavam na Lava Jato.

O Conversa Afiada achou indispensável traduzir a exposição de Sue Branford, a partir de um furo do Cafezinho, e de judiciosos comentários do Paulo Nogueira no DCM.

Em tempo: a tradução é de Cacá Melo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.