17 de mai de 2016

É possível derrubar o governo golpista


Em poucos dias os golpistas que assaltaram o governo já mostraram suas garras. Não pretendem deixar pedra sobre pedra em termos de políticas sociais e conquistas civilizatórias.

Com esse objetivo, a Esplanada dos Ministérios foi invadida pelo que há de mais desqualificado, corrupto e fétido na política nacional.

O problema para Temer e sua quadrilha é que muita gente capturada pelo massacre midiático diário, que até apoiava a saída de Dilma, começa a perceber que foi enganada e que seus direitos estão prestes a virar pó.

Enquanto as condenações da mídia estrangeira e dos governos de outros países aos golpistas brasileiros cresce a cada dia, aumentando seu isolamento na cena  internacional, o movimento de resistência democrática já pode ser considerado um fenômeno de força e disseminação.

Espontaneamente ou de forma mais organizada, não há um dia sequer em que as ruas não sejam tomadas por jovens, mulheres, negros, trabalhadores e LGBTs em protestos contra o golpe. Shows de música são interrompidos pelo gritos de "Fora Temer" e "Fora golpistas", ao mesmo tempo em que artistas, ativistas da cultura e intelectuais renomados se revoltam contra o fim do Ministério da Cultura.

Para surpresa dos golpistas, a entrevista de Temer no Fantástico da Rede Globo acabou saudada por um barulhaço de protesto em todas as capitais e mais de 300 cidades do Brasil.

Vale registrar um fato político de grande importância: o jogo está virando até em tradicionais redutos dos coxinhas, como os bairros da Zona Sul do Rio, nos quais foram fortes os protestos contra Temer na noite deste domingo.

O não reconhecimento do governo por parte dos movimentos sociais, centrais sindicais (CUT e CTB) e partidos do campo da esquerda apontam os caminhos da luta permanente nas ruas, da insubordinação e da sublevação como essenciais para impedir o governo golpista de impor sua pauta lesa-povo e lesa-pátria.

Seja por estar no DNA dos miseráveis que invadiram o Palácio do Planalto, seja porque os financiadores do golpe cobrarão suas faturas, vem aí a mais infame tentativa de liquidar os direitos do povo e vender "tudo o que for possível", conforme admite o "gerente de vendas" do governo, o famigerado Moreira Franco.

Nesse balcão de negócios, eles esperam encher as burras de dinheiro, faturando 127,8 bilhões de reais com as privatizações da Petrobras, Banco do Brasil, Caixa, Correios, Infraero, Eletrobras, IRB e Banco da Amazônia.

Contudo, com o crescimento vertiginoso da reação popular, existem fundadas esperanças de que os fariseus sejam atirados à latrina da história e submetidos à execração publica, antes que consumem esse crime contra o Brasil.

Bepe Damasco

Um comentário:

  1. Olá! Bom dia a todos... É fundamental (á bem da honestidade e da justiça, e para que ¨ninguém¨ reclame desconhecimento, posteriormente), a Sociedade deixar explicitamente claro, que quaisquer que sejam as "PRIVATARIZAÇÕES" a serem realizadas durante o nefasto período de "Vacância Democrática no Poder Executivo¨, Locupletada de Assalto pelo "Usurpador Interino", SERÃO NECESSARIAMENTE, Anuladas, Desautorizadas, Canceladas, Extintas, assim que VOLTE A VIGORAR, o Legítimo Estado de Direito Democrático Constitucional, com as devidas prisões (e julgamentos, vá lá que seja, mas nesta ordem exatamente) de todos os Traidores envolvidos neste GOLPE...

    ResponderExcluir

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.