6 de abr de 2016

Dez sugestões a Michel Temer



Caro Michel Temer: tenho tempo de sobra. Resolvi pensar sobre o seu caso. Depois de uma demorada reflexão, aqui vão dez sugestões gratuitas que poderão lhe ajudar na vida.

1 — O senhor ainda pode ser presidente da República. O ano de 2018 está próximo. Candidate-se. O PMDB é seu. Apresente o seu nome, ganhe na convenção (ninguém ousará contestá-lo) e concorra. É algo, segundo me dizem, inesquecível, uma aventura, uma campanha.

2 — Faça de tudo para conseguir votos. Lembre-se de que o MDB era contra a ditadura e contra eleições indiretas. Siga o passado da sua sigla. Conquiste votos nas ruas.

3 — Lembre-se de que o senhor foi eleito na carona da presidente Dilma. Na verdade, um vice-presidente não tem votos próprios. Conquiste os seus nas urnas e será feliz.

4 — Nunca mais traia. É feio. Um vice-presidente deve ser uma estátua.

5 — Nunca mais conspire. Pega mal. Um vice-presidente deve ser um aliado.

6 — Nunca mais assine documentos se não puder se responsabilizar pelo conteúdo deles. O senhor pedalou tanto quanto Dilma. Não se exima por sede de poder. Não se esconda.

7 — Passe pela experiência de pedir votos. Leve o PMDB a um novo patamar eleitoral.

8 — Nunca mais defenda atalhos para chegar ao poder. O senhor é um constitucionalista. Não exponha seu nome nem comprometa a sua reputação. Prove um crime de responsabilidade, do qual não seja cúmplice, se quiser um impeachment legítimo e historicamente incontestável.

9 — Não confunda a população mais simples fazendo crer que todo impeachment é legal. Se não houver prova jurídica de crime de responsabilidade, é golpe mesmo.

10 — Seja mais atento às estratégias partidárias. O PMDB levou um quarto de século para largar o osso do poder e quando o fez era cedo demais. Se achava que os demais partidos o seguiriam, enganou-se. Não existe vazio de poder. Se um sai, outro entra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.