25 de abr de 2016

Andrade delata Dilma, mas pagou a jornal que fez campanha pró-Aécio


Embora executivos da Andrade Gutierrez tenham relatado nos depoimentos de delação na Operação Lava Jato que a empreiteira realizou pagamentos diretos a empresas contratadas pela campanha da presidente Dilma Rousseff em 2010, na análise das contas eleitorais da eleição seguinte, peritos da Polícia Federal encontraram um repasse de R$ 2 milhões da empresa para a Ediminas Editora Gráfica, que edita o jornal "Hoje em Dia", de Belo Horizonte, que no segundo turno da eleição passada publicou uma pesquisa falsa pró-Aécio Neves (PSDB).

Segundo o relatório da PF, a contribuição da empreiteira pra a editora difere do padrão de doações que ela costumava realizar.

A pesquisa do instituto Veritá, que foi publicada no site do jornal Hoje em Dia mostrava Aécio 14 pontos na frente de Dilma em Minas Gerais. Os dados eram enganosos, conforme confirmaram o próprio dono do instituto que fez o levantamento, Adriano Silvoni, e o estatístico responsável pelas pesquisas, Leonard de Assis.

Segundo eles, a pesquisa tinha sido feita com dados de todo o país, o que impedia que os números retratassem Estados em separado. Ainda assim, a equipe de campanha do tucano pediu para usar os dados. Após a publicação no jornal, os falsos números passaram a ser usadas na propaganda de Aécio na TV.

Ainda assim, na delação premiada que fez, os executivos da Andrade, entre eles Otávio Azevedo, ex-presidente do grupo, não faz qualquer referência a este caso, nem citou tucanos.

No 247

Um comentário:

  1. Dizem que estas aves, os tucanos, vivem em bandos muito bem organizados socialmente e se protegem de maneira exemplar e quando atacam adversários dos seus ninhos de influência o fazem de modo maquiavelicamente bem articulado a fim de que suas vítimas pareçam os únicos vilões de toda a fauna nacional.

    ResponderExcluir

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.