14 de mar de 2016

Aragão foi fiador de Janot, que o rejeita

É de esquerda e tem trânsito no Supremo

Aragão não precisa renunciar ao cargo de Procurador
Além de mandar o Gilmar calar a boca, Eugênio Aragão, no Tribunal Superior Eleitoral, construiu boas relações com os ministros Fux e Barroso.

Além ter laços profissionais sólidos com Lewandowski.

Aragão foi do MR8 na juventude e sempre se manteve na Esquerda.

Foi o fiador da condução de Janot à PGR para um grupo representativo do MPF.

Mas, com o tempo, Janot se esqueceu disso e se afastou de Aragão.

Aragão jamais encabeçaria uma lista tríplice para Procurador Geral.

Ele não precisa renunciar ao cargo de Procurador, porque, como Gilmar, se tornou Procurador antes da Constituição de 88.

Ele e Gilmar mal se cumprimentam.

Bastaria isso para substituir o submisso.

PHA
No CAf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.