25 de fev de 2016

Ex-deputado Osmar Bertoldi (DEMo-PR) é preso em Balneário Camboriú

Osmar Bertoldi foi deputado no Paraná e é suplente de deputado federal.
Ele era procurado desde dezembro por ao menos 5 crimes contra ex-noiva.

Ele
O ex-deputado estadual Osmar Stuart Bertoldi (DEMo), que também é suplente de deputado federal, chegou a Curitiba no fim da tarde desta quinta-feira (25). Ele foi levado para o Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana da capital paranaense.



Osmar Bertoldi foi preso na noite de quarta (24) no Centro de Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina. Segundo a Polícia Militar (PM), ele era procurado pela Justiça desde 1º de dezembro de 2015 por ao menos cinco crimes contra a ex-noiva. A prisão dele é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado.

Contra ele havia um mandado de prisão preventiva pelos crimes de lesão corporal dolosa, constrangimento ilegal, ameaça, redução a condição análoga à de escravo e estupro.

Ele foi detido em uma ação da PM e da Polícia Federal (PF) enquanto caminhava em uma rua na praia de Balneário Camboriú, onde fica o apartamento em que estava hospedado em uma região de classe média alta da cidade.

Rotina de turista

Ainda conforme a PM, Bertoldi tinha uma rotina de turista na cidade, frequentando bons restaurantes e fazendo compras, até ser reconhecido e denunciado. A agressão registrada em agosto, segundo Tatiane Bittencourt, foi porque ela decidiu desmanchar o noivado.

A PM disse que Bertoldi foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) depois que a ex companheira relatou a série de agressões e o cárcere privado com a ajuda de três funcionários durante os cinco dias. Além disso, ainda de acordo com a polícia, ele teria oferecido uma quantia milionária para que a mulher não o denunciasse à Justiça.

À época da agressão, Tatiana divulgou na internet uma foto da agressão  (Foto: Arquivo pessoal )
Tatiane Bittecourt
'É um alívio', diz ex-noiva sobre prisão de político acusado de agressão


A ex-noiva de Osmar Stuart Bertoldi (DEMo), Tatiane Bittencourt, relatou que, apesar do medo constante das ameaças do ex-companheiro, se sente "aliviada" após a prisão.

"Desde que eu tomei coragem de fazer a denúncia, em agosto de 2015, fiquei muito assustada porque a pressão foi grande. A minha casa, inclusive, foi invadida do nada. Não duvido que isso tenha sido a mando dele. Graças a Deus eu não estava em casa, aliás, nem tenho ido para casa mais com medo de que aconteça alguma coisa", argumentou a ex-noiva, de 35 anos, que reside em Curitiba. O casal estava junto há aproximadamente dois anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.