10 de mar de 2015

Por que Abril e Globo são clientes “premium” da Sabesp e têm gordos descontos?

O edifício que era da Abril na Marginal Pinheiros
O jornal El Pais divulgou nesta terça-feira (10) uma lista (veja abaixo) de 537 clientes que recebem até 75% de desconto no uso de sua água fornecida pela Sabesp. São grandes empresas, como o McDonald’s, indústrias e até a companhia de bebidas Bacardi. Entre elas, estão a Abril e a Globo.

Por qual motivo essas companhias ganham expressivos descontos, enquanto o cidadão comum paga cada vez mais caro e pode receber multas de até 250 reais por lavar a calçada?

Quarenta e dois clientes iniciaram seus contratos em 2014, quando a escassez no sistema Cantareira já havia acionado as cotas de volume morto. Ou seja, a Sabesp deveria ter evitado novos acordos com estes descontos, pois eles gastam 1,8 bilhão de litros e foram responsáveis pela alta de 5,4% no consumo anual.

As mais de 500 companhias recebem gordos descontos porque a Sabesp negocia seus contratos “no atacado”. O fornecimento leva em conta que um shopping com o porte de um Eldorado consome pelo menos 20 mil metros cúbicos de água para atender um público 1,8 milhão de pessoas por mês, um valor muito superior aos 15 mil metros cúbicos consumidos por uma família de quatro pessoas no mesmo período de tempo.

O cliente pessoa física é tratado como se estivesse “no varejo”, com uma tarifa proporcionalmente maior.

Os critérios para escolha dos clientes “premium” são técnicos, de acordo com a Sabesp. Por que praticar estes preços? Para manter a alta lucratividade em cima da venda de grandes volumes. Se grandes grupos pagassem os mesmos R$ 13,97 do consumo doméstico, teriam que racionar água, diminuindo o consumo e balançando o faturamento da empresa que é fornecedora de recursos hídricos do estado de São Paulo.

Com isso, provavelmente a população teria níveis hídricos mais confortáveis para enfrentar a estiagem que foi forte em 2014 e que deve voltar neste ano.

O ex-presidente por trás dos contratos

Gesner Oliveira tem 58 anos, é economista pela FEA-USP e doutor pela Universidade da Califórnia. Ele tem história no setor público como secretário adjunto da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda de 1993 a 1995, como secretário interino de acompanhamento econômico do Ministério da Fazenda, também em 1995 e como presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) entre 1996 e 2000. Foi presidente da Sabesp entre 2007 e 2010, quando formalizou os contratos de demanda firme.

Oliveira chegou a afirmar, em fevereiro, que a Sabesp já deveria ter suspendido o privilégios dos “premium”.

O DCM obteve acesso exclusivo a uma apresentação feita por Oliveira à Câmara dos Vereadores para a CPI da Sabesp. No documento apresentado no dia 5 de novembro de 2014, chamado “Futuro da água: uma agenda para a sociedade civil e diferentes esferas de governo”, ele pede que a sociedade e o governo mudem radicalmente de comportamento em relação à água no mesmo documento, sem mencionar as empresas. Atualmente, atua como consultor privado em negócios que incluem o setor de gestão hídrica.

Conflito de interesses

Há um conflito claro de interesses na maneira como a crise é coberta pelos veículos dos dois grupos de mídia incluídos na lista “premium”. Não se trata apenas de alinhamento “ideológico”.

A Abril, através de suas revistas, não atribui qualquer responsabilidade ao governador Geraldo Alckmin, enquanto a Globo mantém seus jornalistas focados na questão da seca do sudeste, sem fazer questionamentos sobre a atuação da empresa fornecedora de água.

O site da Veja não noticiou as demissões recentes dentro da Sabesp, o que era de se esperar, mas a Exame dá destaque à ameaça de greve dos sindicalistas e à baixa das ações. Eventualmente, publicações segmentadas da Abril relatam contaminação durante a crise hídrica.



O Fantástico conseguiu ir a Itu contar o drama da cidade e em nenhum momento citou o nome de Alckmin ou de alguma outra autoridade estadual. Não apareceu em cena sequer a famosa frase “entramos em contato com a assessoria do governador Geraldo Alckmin, mas ele não quis responder”.



Falta água, mas uma mão lava a outra.

Esta é mais uma reportagem da série do DCM dedicada a investigar o papel da Sabesp e de seu controlador, o governo do estado de São Paulo, na crise da falta de água. As demais matérias estão aqui. Fique ligado.

Pedro Zambarda de Araujo
No DCM




Confira a lista completa:

ABRIL COMUNICACOES S.A

ACCENTURE DO BRASIL LTDA

ADLM SERVICOS MEDICOS S.C LTDA

AKZO NOBEL LTDA

ALCATEL-LUCENT BRASIL S.A

ALSCO TOALHEIRO BRASIL LTDA

ALSTOM BRASIL ENERGIA E TRANSPORTE LTDA

ALTACOPPO IND COM PROD DESCARTAVEIS LTDA

AMBIENTAL DISTRIBUIDORA DE ÁGUA LTDA

AMESP SAUDE LTDA – CONTRATO.

AMICO ASSISTENCIA MEDICA A IND. E COM.

AMICO ASSISTENCIA MEDICA A IND. E COM.

ANDORINHA SUPERMERCADOS LTDA

ANEAS – ASSOC.NOBREGA DE EDUCACAO E ASSI

ANHANGUERA EDUCACIONAL LTDA

ANIS RAZUK IND. E COM. LTDA

APSEN FARMACEUTICA S/A

ARCELORMITTAL BRASIL S.A.

ARMCO DO BRASIL S.A

ARTHUR LUNDGREN TECIDOS S.A.

ARYZTA DO BRASIL ALIMENTOS LTDA.

ASCOT SP ADM. E COMERCIALIZACAO LTDA

ASS.BRAS.IGR.JESUS CRISTO SANT.ULT.DIAS

ASSA ABLOY BRASIL SIST.DE SEGURANCA LTDA

ASSOC HOSPITALAR SINO-BRASILEIRO -AHSB

ASSOC. EDUCACIONAL NOVE DE JULHO

ASSOC. EDUCACIONAL NOVE DE JULHO

ASSOC. ESCOLA SUPERIOR DE PROPAG. E MARK

ASSOC. FUNDO DE INCENTIVO A PESQUISA-AFI

ASSOC. HOSP. FILHAS DE NSRA. DO MONTE CA

ASSOCIACAO ATLETICA FERROVIARIA

ASSOCIACAO BRASILEIRA A. HEBRAICA DE SP

ASSOCIACAO COMERCIAL DE SAO PAULO

ASSOCIACAO CONGREGACAO DE SANTA CATARINA

ASSOCIACAO CRISTA DE MOCOS – ACM

ASSOCIACAO DO VIA VALE GARDEN SHOPPING

ASSOCIACAO DOS FUNC PUBLICOS DO EST SP

ASSOCIACAO E-BUSINESS PARK

ASSOCIACAO EDIFICIO ODEBRECHT SAO PAULO

ASSOCIACAO EDUCACIONAL NOVE DE JULHO

ASTRAZENECA DO BRASIL LTDA

AVON COSMETICOS LTDA

BACARDI MARTINI DO BRASIL IND. E COM. LT

BANCO CITIBANK S.A

BANCO DO ESTADO DE SAO PAULO – BANESPA

BANCO ITAU S/A – POLITICA DE PRECOS

BANCO SAFRA S.A

BASF S.A.

BAXTER HOSPITALAR LTDA

BAY HILL SP ADM. LTDA

BAYER E SCHERING

BEIERSDORF IND. E COM. LTDA

BERGAMAIS SUPERMERCADOS LTDA.

BIOSINTETICA FARMACEUTICA LTDA.

BLANVER FARMOQUIMICA LTDA

BMEF BOVESPA S.A-BOLSA DE VALORES MERC.

BOEHRINGER INGELHEIM DO BRASIL QUIM. FAR

BOMBRIL S/A

BOURBON ADM. COMERCIO E EMP. IMOBILIARIO

BRADESCO

BRASCAN CENTURY PLAZA

BRASSINTER S/A IND. E COM.

BRAZILIAN FINANCIAL CENTER

BRICO BREAD ALIMENTOS LTDA

BROOKFIELD BRASIL SHOPPING CENTERS ADM.

BUNGE ALIMENTICIOS S/A

C & A MODAS LTDA

C.E. CONVENTION CORPORATE PLAZA – TORRE

CAMIL ALIMENTOS S.A

CAMPO BELO MEDICAL CENTER

CARLISA S.A. EMPREED. E PARTICIPACOES

CARREFOUR COM. E IND. LTDA

CASA NSRA. DA PAZ – AcaO SOC FRANCISCANA

CASA SUICA INDUSTRIA ALIMENTICIA LTDA

CECIL S/A – LAMINACAO DE METAIS

CENTER NORTE S/A CONSTR.EMP.ADM.E PARTIC

CENTRO ADMINISTRATIVO RIO NEGRO

CENTRO DE ESTUDOS E PESQ. DR JOAO AMORIM

CENU E HILTON

CETENE-CENTRO TERAPIA NEFROLOGICA LTDA

CIA DO METROPOLITANO DE SP – METRO

CIA METALURGICA PRADA

CIA PROC. DADOS EST SAO PAULO – PRODESP

CIA TRANSAMERICA DE HOTEIS – CONTRATO

CIA. ENTREPOSTOS ARMAZENS GERAIS DO EST.

CIA. PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS –

CIA.NITROQUIMICA BRAS.

CITROSUCO PAULISTA S/A

CLARIANT S/A

CLINEFRAN – CLINICA DE NEFROLOGIA

CLINICA DE NEFROLOGIA DO ITAIM PTA LTDA

CLINICA E NEFROLOGIA LESTE S/C LTDA

CLINICA NEFROLOGICA SAO MIGUEL SC LTDA

CLINICA SAO JORGE SERV. NEUFROLOGICOS

CLUB TRANSATLANTICO

COATS CORRENTE LTDA

COLBRAS INDUSTRIA E COMERCIO LTDA

COLEGIO ALBERT SABIN S/C LTDA

COLEGIO FRANCISCANO SAO MIGUEL ARCANJO

COLGATE PALMOLIVE INDUSTRIAL LTDA

COLGATE PALMOLIVE INDUSTRIAL LTDA.

COMBUSTOL IND E COM LTDA

COMERCIAL ACLS EIRELI

COMERCIAL FRANGO ASSADO LTDA.

COMIL ONIBUS S/A

COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUICAO

COMPETITION SPORTS S.C LTDA

CONC DA LINHA 4 DO METRO SAO PAULO

CONCRESERV CONCRETOS E SERVICOS LTDA

COND CENTRO EMPRESARIAL ARAGUAIA II

COND CIDADE JARDIM CORPORATE CENTER

COND ED CRYSTAL TOWER OFFICE

COND EDIF CRYSTAL TOWER S/A

COND EDIF GUINZZA TRADE CENTER

COND EDIF PLAZA ALPHAVILLE

COND EDIF SOL ALPHAVILLE

COND EDIFICIO HENRIQUE SCHAUMANN

COND EDIFICIO HYDE PARK

COND EDIFICIO JK FINANCIAL CENTER

COND FLAMINGO ALPHA MALL

COND HOTEL VILLA LOBOS

COND SHOPPING CIDADE JARDIM

COND SHOPPING JARDIM SUL-CONTRATO

COND STADIUM

COND WEST SIDE

COND. 360JK

COND. BOAVISTA SHOPPING

COND. CENTENARIO PLAZA

COND. CENTRO ADMINISTRATIVO SANTO AMARO

COND. CIVIL CENTER SHOP SAO BERNARDO

COND. COM. SHOPPING PATIO HIGIENOPOLIS

COND. CONJ. CIDADE LUZ

COND. CONJ. COMERCIAL MARKET PLACE

COND. CONJ. ZARVOS AMBASSADOR

COND. CONTINENTAL SQUARE FARIA LIMA

COND. CORPORATE PARK

COND. DO CENTRO EMPRESARIAL DO ACO

COND. ED. ALIANCA

COND. ED. ANDRAUS

COND. ED. ANTONIO ALVES FERREIRA GUEDES

COND. ED. AV BRIGADEIRO FARIA LIMA

COND. ED. BARAO DE AGUA BRANCA

COND. ED. BARAO DE OURO BRANCO

COND. ED. BIENAL FIRST CLASS FLAT SERVIC

COND. ED. BIRMANN 11 E 12

COND. ED. BIRMANN 20

COND. ED. BOLSA DE CEREAIS DE S.P.

COND. ED. BOLSA DE IMOVEIS DO ESTADO S.P

COND. ED. CAESAR TOWERS PAULISTA

COND. ED. CAMBUI

COND. ED. CBS

COND. ED. CENTRO EMPRESARIAL IUDICE

COND. ED. CHRYSLER

COND. ED. COMEND. YERCHANIK KISSAJIKIAN

COND. ED. CONDE ANDREA MATARAZZO

COND. ED. CONTEMPORARY TOWER

COND. ED. CONVENTION CENTER BERRINI

COND. ED. CRYSTAL TOWER OFFICE

COND. ED. DALLAS E HOUSTON OFFICE CENTER

COND. ED. DELTA PLAZA

COND. ED. DENVER E AUSTIN

COND. ED. DORNIER MERKUR

COND. ED. DUMAS TOWER

COND. ED. EPURA

COND. ED. ERIKA

COND. ED. FIRST OFFICE FLAT

COND. ED. FORTUNE OFFICE CENTER

COND. ED. GRANDE AVENIDA

COND. ED. ICON FARIA LIMA

COND. ED. INTERNATIONAL PLAZA II

COND. ED. ITAIM CENTER

COND. ED. ITAQUERE

COND. ED. JARDINS RESIDENCE SERVICE

COND. ED. JOAQUIM FLORIANO 100

COND. ED. JOSE PAULINO NOGUEIRA

COND. ED. JUSCELINO PLAZA

COND. ED. KYOEI IBIRAPUERA BL. I

COND. ED. LA CONCORDE JARDIM EUROPA

COND. ED. MARIA JOSE

COND. ED. MEDICAL CENTER PAULISTA

COND. ED. MEMORIAL OFFICE BUILDING

COND. ED. MIDAS

COND. ED. MILANO E TORINO

COND. ED. NEW ENGLAND

COND. ED. NEW YORK E LOS ANGELES

COND. ED. NOVA BRASILIA

COND. ED. NOVA SAO PAULO

COND. ED. PARQUE PAULISTA

COND. ED. PATRIMONIO

COND. ED. PAULISTA CLASSIC FLAT

COND. ED. PAULISTA DE SEGUROS IV

COND. ED. PE. JOAO MANOEL

COND. ED. PEDRA GRANDE

COND. ED. PEDROSO DE MORAES 1217

COND. ED. PEKELMAN

COND. ED. PLAZA I

COND. ED. RESULT CORPORATE PLAZA

COND. ED. RIVER PARK

COND. ED. SAINT CHARBEL

COND. ED. SAN PAOLO

COND. ED. SANTA FILIPPA

COND. ED. SP BUSINESS CENTER

COND. ED. SPAZIO JK

COND. ED. STA. CATARINA

COND. ED. SUDAMERIS

COND. ED. THE EMPIRE STATE FARIA LIMA

COND. ED. VERBO DIVINO

COND. ED. WILSON MENDES CALDEIRA

COND. ED. WINSTON CHURCHILL

COND. EDIF. BURITY

COND. ESCRITORIOS EUROPA

COND. HIGIENOPOLIS MEDICAL CENTER

COND. INFINITY MASTER

COND. LEX OFFICES EXECUTIVE TOWERS

COND. MILLENIUM BUSINESS CENTER

COND. MORUMBI CORPORATE TOWERS

COND. PANAMERICA PARK

COND. PATIO VICTOR MALZONI

COND. PLAZA IGUATEMI

COND. PRIME MEDICAL CENTER

COND. ROCHAVERA CORPORATE TOWERS

COND. SAO PAULO TRADE BUILDING

COND. SHOPPING CENTER FIESTA

COND. SHOPPING CENTER IBIRAPUERA

COND. SHOPPING CENTER MORUMBI

COND. SHOPPING CENTER PENHA

COND. SOHO’S PLACE

COND. TOP CENTER

COND. VILLA LOBOS OFFICE PARK

COND. WEST PLAZA SHOPPING CENTER I

COND. WTORRE JK

CONDOMINIO CAJAMAR INDUSTRIAL PARK

CONDOMINIO DO SERRAMAR PARQUE SHOPPING

CONDOMINIO EDIFICIO MARIO W. S. COCHRANE

CONDOMINIO EDIFICIO MYKONOS

CONDOMINIO EDIFICIO PALACIO QUINTA AVENI

CONDOMINIO EDIFICIO PASSARELLI

CONDOMINIO EDIFICIO R MONTEIRO

CONDOMINIO EDIFICIO SHOPPING LOUSA

CONDOMINIO FRANCA SHOPPING CENTER

CONDOMINIO MODULAR CASTELO BRANCO I

CONDOMINIO MODULAR CASTELO BRANCO II

CONDOMINIO SHOPPING PATIO IPORANGA

CONDOMINIO TAUBATE SHOPPING CENTER

CONDOMINIO WEST POINT

CONJUNTO COMERCIAL PARAISO

CONSORCIO COND. SHOPPING METRO TUCURUVI

CONSORCIO SHOPPING VILA OLIMPIA

CONTAX-MOBITEL S.A

CONTINENTAL AUTOMOTIVE DO BRASIL LTDA

CORNETA LTDA

CPM BRAXIS S.A.

CRISTALIA PROD QUIM E FARMACEUTICOS LTDA

CRUZADA BAN SAO CAMILO – ASS MED SOCIAL

CRUZADA BAN SAO CAMILO – ASS MED SOCIAL

DAIHATSU IND.COM.MOVEIS E APAR. ELETR.LT

DAIICHI SANKYO BRASIL FARMACEUTICA LTDA

DAMASIO EDUCACIONAL S.A

DATAPREV-EMPRESA TEC. E INF. DA PREV. SO

DAVISO IND E COM PROD HIGIENICOS LTDA

D’AVO SUPERMERCADOS LTDA

DELL COMPUTADORES DO BRASIL LTDA

DENVER ESPECIALIDADES QUIMICAS LTDA

DENVER IND. E COM. LTDA (DIV. RESINAS)

DIAGNOSTICOS DA AMERICA S/A

DIAS PASTORINHO S/A COMERCIO E INDUSTRIA

DIMAS DE MELO PIMENTA SIST. PONTO E ACES

DIOSYNTH PRODUTOS FARMO-QUIMICOS LTDA

DIVERSEY BRASIL IND. QUIMICA LTDA

DOU-TEX S.A IND TEXTIL

DOVAC IND. E COM. LTDA

DOW BRASIL SUDESTE INDUSTRIAL LTDA CONTR

DUPONT DO BRASIL S/A

DURATEX S.A

ECOLAB QUIMICA LTDA

ED. ATRIUM VI

ED. BOLSA DE MERCADORIAS DE SAO PAULO

ED. CAPITAL CENTER

ED. CLEMENTE FARIA

ED. COND. CRYSTAL TOWER

ED. INTERNATIONAL FLAT

ED. INTERNATIONAL PLAZA

ED. NEW CENTURY

ED. QUADRA HUNGRIA

ED. SPAZIO FARIA LIMA

ED. VILA OLIMPIA CORPORATE PLAZA

EDIFICIO E GALERIA SAO BENTO

EDIFICIO FARIA LIMA SQUARE

EDIFICIO MONTE CARLO TRADE CENTER

EDIFICIO PANTHEON

EDIFICIO SALIBA

EDITORA MODERNA LTDA

ELETROPAULO METROPOLITANA ELE SP CONTRAT

ELEVADORES ATLAS SCHINDLER S.A

ELI LILLY DO BRASIL LTDA

EMBRAER INDUSTRIA AERONÁUTICA

EMPAX EMBALAGENS LTDA

EMPR. BRAS. DE INFRA-ESTRUTURA-INFRAERO

EMPR.DE TRANSP.ATLAS LTDA

EMPRESA BRAS DE CORREIOS E TELEGRAFOS

EMPRESA BRAS. DE TELECOMUNICACOES SA

EMTU – CONTRATO

ERICSSON TELECOMUNICACOES S.A.

ESHO EMPRESA DE SERVICOS HOSPITALARES LT

ESHO EMPRESA DE SERVICOS HOSPITALARES LT

ESPORTE CLUBE PINHEIROS

ESTANPLAZA ADM HOTELEIRA E COM LTDA CONT

ETNA COM. DE MOV. E ART. P/ DECORACAO

FABR.DE PAPEL SANTA THEREZINHA S.A

FEDERACAO DO COM. DO ESTADO DE SP

FESTO BRASIL LTDA

FIBAM CIA. INDUSTRIAL

FLINT INK DO BRASIL LTDA

FORD MOTOR COMPANY BRASIL LTDA.

FORD MOTOR COMPANY BRASIL S/A

FRIGORIFICO MARBA LTDA

FUNDACAO BIENAL DE SAO PAULO

FUNDACAO ESCOLA DE COM. ALVARES PENTEADO

FUNDACAO JOSE LUIZ EGYDIO SETUBAL

FUNDACAO SAO PAULO – PUC

FUNDACAO VISC DE PORTO SEGURO (CONTRATO)

GALVANOPLASTIA ANCHIETA LTDA

GELITA DO BRASIL LTDA

GENERAL MOTORS DO BRASIL LTDA

GERDAU ACOS LONGOS S/A

GERRESHEIMER PLASTICOS SAO PAULO LTDA

GIVAUDAN DO BRASIL LTDA

GLENMARK FARMACEUTICA LTDA

GLOBO COMUNICACAO E PARTICIPACOES S/A

GOLDEN SHOPPING SAO BERNARDO

GOMES E MIRANDEZ REST. LANCH. PIZZ. E CO

GR S.A

GREEN LINE SISTEMA DE SAUDE LTDA

GREIF EMBALAGENS INDUSTRIAIS DO BRASIL L

GRUPO DE COMUNICACAO TRES S.A

GRUPO FARTURA DE HORTIFRUTI LTDA

GRUPO MENDES

GRUPO SEB DO BRASIL PRODUTOS DOMESTICOS

H. LOUIS BAXMANN E CIA. LTDA

HERCULES EQUIPAMENTOS DE PROTECAO LTDA.

HOSP. E MATERNIDADE VOLUNTARIOS LTDA

HOSP. NSA. SRA. DE LOURDES – C. DE DIAG.

HOSPITAL ANA COSTA

HOSPITAL AVICCENA S.A

HOSPITAL E MATERN. SAO LUIZ (CONTRATO)

HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA JOANA S.A

HOSPITAL GERAL PEDREIRA – CRUZADA BANDEIRANTES

HOTEL MARCO INTERNACIONAL S.A

HOTELARIA ACCOR BRASIL S/A – CONTRATO

HSBC BANK BRASIL S.A – BANCO MULTIPLO

IBEP GRAFICA LTDA

IBOPE PESQUISA DE MIDIA LTDA

IGREJA PENTECOSTAL DEUS E AMOR

IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO S.A – IMESP

IND. BRAS. ARTIGOS REFRATARIOS IBAR LTDA

INDUSTRIA DE MALHAS FINAS HIGHSTIL LTDA

INDUSTRIA GRAFICA FORONI LTDA

INSPETORIA SANTA CATARINA DE SENA

INST. DE RESPONS. SOCIAL SIRIO LIBANES

INST. PESQ. PROJ. EDUC. COMECINHO DE VID

INSTITUICAO ED. PROF. PASQUALE CASCINO

INSTITUTO METODISTA DE ENSINO SUPERIOR

INTERMARCOS ADM LTDA

INTERMEDICA SISTEMA DE SAUDE S.A – CONT

IOB INFORMACOES OBJETIVAS PUBLICACOES JURÍDICAS LTDA

ISCP – SOCIEDADE EDUCACIONAL S.A

ITW DELFAST DO BRASIL LTDA

JAGUARE BUSINESS PARK

JARDINS VIAGENS E GOURMET LTDA

JOCKEY CLUB DE SAO PAULO

JORDANESIA EMPREENDIMENTOS IMOB.LTDA.

KEIPER TECN. DE ASSENTOS AUTOMOTIVOS LTD

KELLOGG BRASIL LTDA

KHS IND DE MAQS. LTDA

KIMBERLY – CLARK BRASIL IND. E COM LTDA

KOMATSU DO BRASIL LTDA – ARUJA

L.M.S. HOTEIS E TURISMO LTDA

LA FALCAO BAUER

LAPIENDRIUS IND E COM LTDA – EPP

LARGO XIII EMPREEND. IMOB. LTDA

LEROY MERLIN CIA. BRAS. DE BRICOLAGEM

LIBBS FARMACEUTICA LTDA

LIGA DAS SENHORAS CATOLICAS – LAR DE SAN

LIOTEC. IND. E COM. LTDA

LITORÁGUA TRANSPORTES E SERVIÇOS LTDA

LOCAL FRIO ARMAZENS GERAIS FRIGORIFICOS

LORENZETTI S.A IND. BRAS. ELETROMETALURG

LUA NOVA IND E COM LTDA – BONSUCESSO

M.CASSAB COM. E IND. LTDA

M.L. GOMES ADVOGADOS ASSOCIADOS

MACLEMON LTDA

MAHLE METAL LEVE S/A

MANIKRAFITE GUAIANAZES I. C. P.

MATERNIDADE DO BRAZ

MAYEKAWA DO BRASIL REFRIGERACAO LTDA

MC DONALDS COMERCIO DE ALIMENTOS LTDA

MC-CONSTRUCTION BRASIL IND COM LTDA

MECANO PACK EMBALAGENS S/A

MELIA BRASIL ADMIN HOTELEIRA E COM LTDA

MERCEDES BENZ DO BRASIL LTDA.

MIT 2 COMERCIO DE VEICULOS LTDA

MITUTOYO SUL AMERICANA LTDA

MOBIBRASIL TRANSPORTE LTDA

MONTECCHIO DO BRASIL EMPREEND.IMOB.LTDA

MORUMBI HOTEIS LTDA

MORUMBI TOWN CENTER EMP. IMOBILIARIO LTDA

MOTO HONDA DA AMAZONIA LTDA

MULTI INVERTHORS EMPREEENDIMENTOS E PARTICIPACOES LTDA.

MUSEU DE ARTE DE SAO PAULO ASSIS CHATEUB

MWM- INTERNATIONAL IND. AUTO. AMERICA DO SUL

NACCO MATERIALS HANDLING GROUP BRASIL

NADIR FIGUEIREDO IND. COM. S/A

NAMBEI IND. DE CONDUTORES ELETRICOS LTDA

NESTLE BRASIL LTDA.

NESTLE BRASIL LTDA.

NEWFIX IND E COM LTDA

NOVA CASA BAHIA S.A

NOVARTIS BIOCIENCIAS S/A

NOVARTIS BIOCIENCIAS S/A

NOVELIS DO BRASIL LTDA.

OPERADORA DE SHOPPING CENTER ELDORADO S.

ORBITALL SERV PROC DE MEIOS PAGTO LTDA

ORION PARTICIPACOES E ADM. LTDA

OSG SULAMERICANA DE FERRAMENTAS LTDA

OSRAM DO BRASIL LAMPADAS ELETRICAS LTDA.

OUTBACK STEAKHUSE RESTAURANTES LTDA

P2 ADM. EM COMPLEXOS IMOBILIARIOS LTDA

PANIFICADORA CEPAM LTDA

PEREIRA BARRETO EMPREENDIM.IMOB.SPE LTDA

PETROLEO BRASILEIRO S/A

PILKINGTON BRASIL LTDA

POLICLIN S/A SERVICOS MEDICOHOSPITALARES

POLY-VAC S/A IND. E COM. DE EMBALAGENS

POP GELO IND. COM. LTDA – ME

PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS -CONT

PREVENT SENIOR PRIVATE OP. DE SAUDE LTDA

PROCTER E GAMBLE IND. E COM. LTDA

PRODUQUIMICA IND. E COM. LTDA

PROMAX PRODS.MAXIMOS S.A IND E COM

PROSEGUR BRASIL S.A.TRANSP VALORES E SEG

PROTEGE S/A – PROTECAO E TRANSP DE VAL.

QUIMICA INDUSTRIAL FIDES S/A

RADIO E TELEVISAO RECORD S.A

RASSINI NHK AUTO PECAS

RECKITT BENCKISER (BRASIL) LTDA

REDE D OR SAO LUIZ LTDA.

REDECAR REDECORACOES DE AUTOS LTDA

RIO BRANCO COM. IND. PAPEIS LTDA

RR DONNELLEY EDITORA E GRAFICA LTDA

SABO IND. E COM. DE AUTOPECAS LTDA

SAFRA CIA. SECURITIZADORA DE CRED. IMOBI

SAINTGOBAIN DISTRIB.BRASIL LTDA – TELHAN

SAN MICHEL NPALACE HOTEL LTDA – EPP

SANDVIK DO BRASIL S.A IND. E COM.

SANOFI-AVENTIS FARMACEUTICA LTDA

SANTACONSTANCIA TECELAGEM LTDA

SANTOS FUTEBOL CLUBE

SAO PAULO FUTEBOL CLUBE – CONTRATO

SAO PAULO GOLF CLUBE

SAO PAULO TRANSPORTES S/A – SPTRANS

SAO PAULO TURISMO S/A

SCOR SERVICOS ORG. E REG. LTDA

SEB DO BRASIL PROD. DOMESTICOS LTDA

SEBRAE SP.

SEMIKRON SEMICONDUTORES LTDA

SERASA S.A

SERV.SOCIAL IND E SERV.NAC.APREND.INDUST

SERVENG-CIVILSAN S.A EMPR ASSOC DE ENG.

SERVICO FEDERAL DE PROC. DE DADOS-SERPRO

SHOPPING CENTER LESTE E CENTER PLAZA

SHOPPING ITAPECERICA DA SERRA

SHOPPING METRO BOULEVARD TATUAPE

SHOPPING METRO ITAQUERA

SIEMENS LTDA

SINDICATO DOS COMERCIARIOS DE SÃO PAULO

SIOL ALIMENTOS LTDA

SISCOM TELEATENDIMENTO E TELESSERVICOS

SITEL DO BRASIL LTDA

SLIP QUIMICA INDUSTRIA E COMERCIO LTDA

SOC. ED. BEN. PRO. AZUL COL. EMILIE VILL

SOC.BENEF.ISRAEL.HOSP.ALBERT EINSTEIN

SOCEIEDADE BIBLICA DO BRASIL

SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS

SONDA SUPERMERCADOS EXP. E IMP. LTDA

SOPLAST PLASTICOS SOPRADOS LTDA

SPDM -ASSOC PAULISTA DESENV DA MEDICINA

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

STANDARD LOGÍSTICA S/A

SUB CONDOMINIO DO SHOPPING VILLA-LOBOS

SUCOCITRICO CUTRALE LTDA

SULFERGEL IND E COMERCIO DE GELO LTDA

SUPER FINISHING DO BRASIL COM. LTDA

SUPERMERCADO BARONESA LTDA

SUPERMERCADO OURINHOS LT.

TAM – LINHAS AEREAS S/A

TELEFONICA EMPRESAS S/A

TELEPERFORMANCE CRM S.A

TERMINAL DE GRANÉIS DO GUARUJÁ – TGG

THYSSENKRUPP BRASIL LTDA

TINTURARIA TEXTIL BISELLI LTDA

TITAN PNEUS DO BRASIL LTDA

TIVIT – TERCEIRIZAÇÃO DE PROCESSOS, SERVIÇOS E TECNOLOGIA S/A

TIVIT TERCEIR. DE PROC. SERV. E TEC. S/A

TOLEDO DO BRASIL IND. DE BALANCAS LTDA

TOP CAU IND E COM DE CHOCOLATES LTDA

TOP TOWERS OFFICES

TORRE 2000-ED. JULIO DE A. PRADO PENTEAD

TOWER AUTOMOTIVE DO BRASIL

TOYOTA DO BRASIL LTDA

TOZZINI FREIRE TEIXEIRA E SILVA ADVOGADO

TRINSEO DO BRASIL COM PROD QUIMICOS LTDA

UNIDADE DE NEFROLOGIA HIPERTENSAO E HEMO

UNIDOCK S ASSES LOGIST DE MATERIAIS

UNIMED ABC – COOP. DE TRABALHO MEDICO

UNIMED PAULISTANA SOC.COOP.DETRAB.MEDICO

UNIPAC EMBALAGENS LTDA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE S. PAULO UNIFESP

UNIVERSO ONLINE S.A

VALE SOLUCOES EM ENERGIA S.A.

VALEO SISTEMAS AUTOMOTIVOS LTDA

VALID SOLUCOES E SERVICOS DE SEGURANCA

VALIM – SERVIÇOS TÉCNICOS LTDA

VERTICAL EMPREENDIMENTOS DESPORTIVOS LTD

VIA SUL TRANSPORTES URBANOS LTDA

VIDEOLAR S/A

VIGOR ALIMENTOS S.A

VISCOFAN DO BRASIL SOC COM E INDL.LTDA

VOITH PAPER MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA

VOLKSWAGEN DO BRASIL LTDA

VOLKSWAGEN DO BRASIL LTDA.

WAL MART DO BRASIL LTDA – CONTRATO

WHIRLPOOL S.A

WLC ADMINISTRADORA DE IMOVEIS LTDA

WS LAZZURI EMPR. E CONSULTORIA LTDA

YASUDA SEGUROS S.A

ZANETTINI BAROSSI S.A INDUSTRIA E COMERCIO

CONTRATOS RESCINDIDOS:

5 X COMERCIO DE PANIFICACAO LTDA

ACUMENT BRASIL SISTEMAS DE FIXAÇÃO AS

ASSAI

ASSOCIACAO E-BUSINESS PARK

ATACADÃO

AVON COSMETICOS LTDA

AVON COSMETICOS LTDA

BANCO REAL

BAXTER HOSPITALAR LTDA

BAY HILL SP ADMINISTRACAO LTDA

BAYER

BELLA PAULISTA REST PAES E DOCES CONV LTDA

BIOSINTÉTICA

BOS

BRISTOL

BRISTOL

CAMPO LIMPO EMPR E PARTICIPACOES LTDA

CENTRO EMPRESARIAL NACOES UNIDAS

CIA LITIGRAPHICA YPIRANGA

COLGATE PALMOLIVE INDUSTRIAL LTDA.

COND ED BARAO DE MONTE CEDRO

COND ED CONTEMPORANY OFFICE

COND ED ELOY CHAVES

COND ED NEW WORK OFFICES E SERVICES

COND ED RESIDENCE PAULISTA LIFE

COND ED TORRE JOÃO SALEM

COND SHOPPING CENTER PLAZA SUL

COND. CENTRO ADMINISTRATIVO SANTO AMARO

COND. CENTRO EMPRESARIAL CAMARGO CORREA

COND. ED LINEU GOMES

COND. ED. ESTHER

COND. ED. FUNCHAL

COND. ED. MEDICAL CENTER PAULISTA

COND. ED. PILLAR

COND. ED. PRAÇA DA BANDEIRA

COND. ED. TIMES SQUARE COSMOPOLITAN MIX

COND. LIVE & LODGE IBIRAPUERA H.R. TOWER

CONDOMINIO EDIFICIO BARAO DE SERRO AZUL

CONDOMINIO EDIFICIO CENTRAL OFFICES PAULISTA

CONDOMÍNIO EDIFÍCIO EAGLE POINT

CREDIGY SOLUCOES FINANCEIRAS LTDA

DAIMLER

ED COMENDADOR ALBERTO BONFIGLIOLI

ED. COND. ADVANCED TOWER

ED. MONTREAL OFFICE E SERVICE

ED.PAULISTA BUSINESS CLASS (CORPORATIVO)

ELI LILLY

EQUIFAX DOBRASIL LTDA

ERGOMAT

FORD

GOLD NUTRITION IND E COM LTDA

HILTON

HOLLIDAY NORTE

HOSPITAL ALEMAO OSWALDO CRUZ

HYPERMARCAS S.A

INDUSTRIA E COMERCIO METALURGICA ATLAS S.A

JETHI 88 LAVANDERIA LTDA – ME

JOHNSON CONTROLS BE DO BRASIL LTDA

JOSEFA GRANDE ALVAREZ – EPP

KURITA DO BRASIL LTDA

LOGISTICA AMBIENTAL DE SÃO PAULO

MAHLE METAL LEVE S/A

MAHLE METAL LEVE S/A

MIRANDEZ RST LANCH PIZZ E CONV LTDA

MOBITEL S.A

MOBITEL S.A

MOTEL CHAMOUR LTDA.

MRV

MULTECK BRASIL LTDA.

NADIR FIGUEIREDO IND. COM. S/A

NORTEL

OPERADORA DE SHOPPING CENTER ELDORADO S.

PRODESP

PRÓ-SAUDE

REDE BOM DIA

S.A. O ESTADO DE S.PAULO

SANDVIK DO BRASIL S.A IND. E COM.

SCHAHIN ENGENHARIA S.A

SERASA S.A

SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS

SOCIEDADE HOSPITAL SAMARITANO

SONOPRESS-RIMO IND. E COM.; AUTOPECAS LTDA

SPTRANS

SUB CONDOMINIO DO SHOPPING VILLA-LOBOS

TDB TÊXTIL S/A

TEXA ALUMÍNIO LTDA.

TITAN PNEUS DO BRASIL LTDA

TMKT SERVICOS MARKETING LTDA

TV OMEGA LTDA.

VIAMAR

VIGOR ALIMENTOS S.A

VIVO

WTORRE SAO PAULO EMPREEND. IMOBILIARIOS LTDA
Leia Mais ►

Aparece face oculta de Barusco


Depoimento a CPI confirma suspeita de que delação premiada da Lava Jato pode produzir um novo mensalão-PSDB-MG para, mais uma vez, encobrir abusos tucanos

Ocorreu um vergonhoso golpe baixo durante a CPI da Petrobras. Um parlamentar da oposição perguntou ao delator Pedro Barusco se ele não tinha medo de terminar como Celso Daniel, o infeliz prefeito de Santo André sequestrado e morto em 2002. A insinuação era óbvia: procurava-se glorificar a delação de Barusco por uma referência à versão de que Celso Daniel foi vítima de um crime encomendando por um assessor da prefeitura e amigo da família. A versão é que o prefeito teria sido morto porque resolvera enfrentar um esquema de corrupção na prefeitura.

A baixaria é simples e vergonhosa, pois se apóia num esforço sistemático de desinformação dos brasileiros. Embora a hipótese de crime encomendado tenha sido veiculada por mais de uma década pelos jornais e emissoras de TV, essa tese acabou derrubada no STF pelo Ministro Marco Aurélio Mello.

Em dezembro de 2014, numa decisão histórica, o processo de mais de uma década e infinitas manchetes foi anulado por Marco Aurélio. Magistrado insuspeito de simpatias petistas, ele aceitou o argumento de que houve cerceamento de defesa. Não era pura formalidade. Com a decisão, o ministro do STF deu razão a três inquéritos, dois feitos pela Polícia Civil de São Paulo, o terceiro pela Polícia Federal, que sempre negaram a tese de crime encomendado.

A lembrança a Celso Daniel cumpriu uma função dramática, porém. Foi uma tentativa de livrar Pedro Barusco de uma situação difícil — a do corrupto arrependido que tenta salvar a pele como delator — dando-lhe uma posição de vítima num momento em que seu depoimento se encontrava em situação delicada.

Bastante à vontade para fazer denúncias envolvendo abusos e desvios ocorridos durante o governo Lula-Dilma, ele se escondeu atrás de compromissos sigilosos com o Ministério Público para fazer mistério sobre o período de 1997 e 2002. Foi justamente nessa época em que ele passou a receber propinas e aceitou recursos depositados em contas na Suíça. Não disse quem fez a oferta, quanto recebeu, por que. Emudeceu — várias vezes, com o mesmo argumento.

Também foi naquela época que surgiu o primeiro escândalo da Petrobras, quando o jornalista Paulo Francis denunciou um esquema de corrupção na Petrobras, caso que terminou de forma gerando insólita.

Quando a direção da Petrobras decidiu processar o jornalista, o governo do PSDB se mobilizou para convencer a direção da empresa a desistir da ação. Em vez de cumprir o dever, que era apurar os fatos, colocou panos quentes.

Seguindo na mesma linha, Barusco nada comentou a respeito.

O depoimento de Barusco, seletivo, direcionado para criminalizar os governos do PT, começa a construir, na verdade, uma história em continuidade com a AP 470. Você se lembra: em 2012, petistas foram condenados a penas fortes, com base em provas fracas. Enquanto isso, se abria um inquérito paralelo — 2474 — para guardar em segredo provas que poderiam mudar o foco da investigação e até auxiliar na defesa de determinados acusados. Depoimentos e testemunhas não puderam ser examinadas nem pelo STF, o que na época gerou protestos veementes do decano Celso de Mello.

Pelo mesmo caminho, denuncias contra o PSDB mineiro foram colocadas num inquérito paralelo. Enquanto os réus do PT eram julgados pelo STF, sem direito a um segundo grau de jurisdição, acusados do mensalão-PSDB foram conduzidos a primeira instância, com prazos a perder de vista.

Nem tudo é igual, agora. O comportamento do PT, na CPI dos Correios, quando a denúncia de Roberto Jefferson começou a transformar-se em circo, foi a pior possível. A maioria do partido ficou de cabeça baixa, aliou-se às denuncias e poucas vezes empenhou-se em apurar contradições da denúncia. Hoje, o comportamento é outro, o que pode permitir um debate mais isento e realista. Quem sabe.

O esforço para criminalizar o PT, exclusivamente, ajuda a transformar a investigação num processo de destruição política. A apuração sobre a atuação do PSDB tem uma vantagem política. Coloca a questão dos financiamentos eleitorais e da reforma política — que é o caminho racional para se enfrentar a corrupção.

A julgar pelos depoimentos divulgados até agora, é grande o risco das investigações sobre 1997-2002 terem o mesmo destino que o mensalão-PSDB-MG. Alguém duvida?

Paulo Moreira Leite
Leia Mais ►

Advogada de Júlio Camargo desmente afirmação de Yousseff




A edição do Jornal Nacional (JN) desta 2ª feira (9), com o objetivo de mais uma vez tentar envolver José Dirceu nas investigações da Operação Lava Jato, ‘requenta’ trecho do depoimento de Alberto Youssef que faz referência ao ex-ministro, porém não diz que o delator foi desmentido pela advogada Beatriz Catta Preta, que representa o empresário Júlio Camargo.

Em Fato Relevante divulgado em fevereiro, a advogada negou as afirmações do delator Alberto Youssef: “As informações lançadas pelo colaborador Alberto Youssef são temerárias porque são absolutamente inverídicas. Não há a indicação de um elemento de prova, sequer indiciária, acerca dos fatos mentirosos ali narrados. A alusão a um certo ‘pen drive’ não passa de criação do colaborador em questão”.

A notícia é velha, mas foi tratada como inédita pelo JN nesta 2ª feira. A informação já havia sido publicada em 12 de fevereiro pela imprensa e desmentida tanto pelo ex-ministro quanto pela advogada de Camargo.

No Blog do Zé
Leia Mais ►

O que a presidenta não disse


Em pleno bombardeio institucional — Dilma Roussef foi vaiada em uma feira de construção em São Paulo, apesar de seu governo ter financiado a edificação de dois milhões de casas populares — e às vésperas da realização de manifestações pedindo o impeachment da Presidente da República, sua assessoria preparou um discurso, para a sua estréia em Rede Nacional de Rádio e Televisão, no segundo mandato, rico em lero lero e pobre em informações.

O grande dado econômico dos “anos PT”, não são os 370 bilhões de dólares de reservas monetárias, que deveriam, sim, ter sido mencionados, ao lado do fato de que eles substituem, hoje, os 18 bilhões que havia no final do governo FHC, exclusivamente, por obra e graça de um empréstimo de 40 bilhões do FMI, que foi pago em 2005 pelo governo Lula. Nem mesmo a condição que o Brasil ocupa, agora, segundo o próprio site oficial do tesouro norte-americano, de quarto maior credor individual externo dos Estados Unidos. Mas o fato de que o PIB, apesar de ter ficado praticamente estagnado em 2014, saiu de 504 bilhões de dólares em 2002, para 2 trilhões e 300 bilhões de dólares, em 2013, com um crescimento de mais de 400% em 11 anos, performance que talvez só tenha sido ultrapassada, nesse período, pela China. E, isso, conforme, não, o IPTE — como está sendo apelidado o IBGE pelos hitlernautas de plantão nas redes sociais — mas segundo estatísticas da série histórica do site oficial do Banco Mundial. Faltou também dizer que não houve troca de dívida pública externa por interna, já que, no período, a dívida pública líquida caiu de quase 60% do PIB, em 2002, para aproximadamente 35%, agora, depois de ter praticamente duplicado no governo Fernando Henrique, com relação ao final do governo Itamar Franco. Há outros dados que poderiam negar a tese de que o país inviabilizou-se, econômicamente, nos últimos anos, como o aumento do salário mínimo de 50 para mais de 250 dólares em menos de 12 anos, ou a produção de grãos e de automóveis ter praticamente duplicado no período. É claro que o PT cometeu erros graves, como estimular a venda de carros sem garantir a existência de fontes nacionais de combustíveis, gastando bilhões de dólares no exterior na compra de gasolina, quando poderia ter subsidiado, em reais, a venda de etanol nacional no mercado interno, diminuindo a oferta de açucar no mercado internacional, enxugando a disponibilidade e aumentando os ganhos com a exportação do produto.

Ou o de dar início a grandes obras de infra-estrutura — de resto absolutamente necessárias — sem se assegurar, antes, por meio de rigoroso planejamento e negociação, que elas não seriam interrompidas dezenas de vezes, como foram. Quem quiser, pode encontrar outros equívocos, que ocorreram nestes anos, e que poderiam ter sido corrigidos com a participação de outros partidos, até mesmo da base "aliada", se sua "colaboração" não se limitasse ao interesse mútuo na época das campanhas eleitorais, e à chantagem e ao jogo de pressões propiciados pelos vícios de um sistema político que precisa ser urgente e efetivamente reformado.

Mas o anti-petismo prefere se apoiar, como Goebbels, na evangelização de parte da opinião pública com mentiras, a apontar os erros reais que foram cometidos, e debruçar-se na apresentação de alternativas que partam do patamar em que o país se encontra historicamente, agora.

Soluções que extrapolem a surrada e permanente promoção de receitas neoliberais que se mostraram abjetas, nefastas e indefensáveis no passado, e a apologia da entrega, direta e indireta, do país e de nossas empresas, aos interesses e ditames estrangeiros. No discurso do governo — súbita e tardiamente levado a reagir, atabalhoadamente, pela pressão das circunstâncias — continua sobrando nhenhenhém e faltando dados, principalmente aqueles que podem ser respaldados com a citação de fontes internacionais, teoricamente acima de qualquer suspeita, do ponto de vista dos "analistas" do "mercado". Isso, quando o seu conteúdo - em benefício, principalmente, do debate - deveria ser exatamente o contrário.
Leia Mais ►

Chegando a hora...


Laerte



Comunicado

Devido a manutenção, o próximo post deste ContextoLivre será realizado após as 19 horas de hoje (10). Aproveite para navegar nos 35.440 posts já publicados. 

Obrigado pela compreensão.

Leia Mais ►

Sérgio Porto # 160


Leia mais clicando aqui.
Leia Mais ►

Por que todo mundo quer crucificar Dilma?

Estão de marcação cerrada
Lennon disse numa música, e Dilma poderia repetir: “Do jeito que as coisas estão, vão acabar me crucificando.”

Está na moda crucificar Dilma.

A direita bate nela. A esquerda bate nela. E é curioso: poucos meses atrás, ela foi reeleita com 54 milhões de votos.

Em meio a uma campanha sanguinolenta da mídia, ela se reelegeu. Os eleitores entenderam que ela merecia um novo mandato.

Na educação, excluídos chegaram em número inédito às universidades. Na saúde, o programa Mais Médicos levou assistência a dezenas, centenas de milhares de brasileiros que jamais viram um consultório.

Na economia, o Brasil manteve-se firme, com índices baixíssimos de desemprego, enquanto uma crise furiosa abalava potências como Estados Unidos e Alemanha.

Na área social, milhões de brasileiros saíram da miséria graças a programas de assistência.

Como tudo pode ter mudado tão rápido?

É difícil entender à luz da racionalidade. No discurso de ontem, por exemplo, que vem sendo atacado por todo mundo, de Caiado a Luciana Genro: o que ela disse de errado?

Serra escreveu que, com a fala, Dilma convocou as pessoas para o protesto de 15 de março.

Mas o que justifica essa visão de Serra?

Dilma, no pronunciamento, situou a crise do Brasil como algo que se insere num universo em turbulência.

A imprensa disse que ela “culpou” a crise internacional, mas isto é uma falácia. Dilma colocou o Brasil no mundo, simplesmente.

Numa economia globalizada, quem prospera quando há uma crise generalizada?

Ninguém. A China vai crescer metade do que vinha crescendo nos últimos anos. A Rússia vai decrescer 5%, sem que ninguém atribua a Putin o retrocesso e fique batendo em panelas.

Qual o ponto aí, então?

A rigor, Dilma jogou mais luzes, no assunto, do que a imprensa porque esta, ou por inépcia ou por desonestidade, parece desconsiderar que as coisas estejam complicadas em toda parte.

Em relação ao ajuste, Dilma fez uma analogia que o DCM, meses atrás, já fizera.

Quando você está gastando acima de suas possibilidades, uma hora você tem que se ajustar nas despesas.

Acontece numa família, acontece numa empresa, acontece num país.

Agora: é importante notar que cada ajuste é diferente do outro. Na Abril, onde participei de vários ajustes como diretor de revistas e de unidades de negócios.

Eu evitei sempre cortar no conteúdo e nas pessoas. Campanhas de marketing podiam ser postergadas. Pesquisas caras podiam ficar para adiante, quando as coisas melhorassem.

Isso quer dizer o seguinte: você tem como administrar ajustes.

Ah, mas o Levy é um ortodoxo. E daí? Levy, sob Aécio, cortaria determinadas coisas. Programas sociais, provavelmente.

Sob Dilma, ele tem que se adequar às prioridades dela. Dilma reafirmou, no discurso, seu compromisso com os menos favorecidos.

Até aqui, não há dado nenhum que sustente a ideia de que esteja sacrificando quem menos pode.

Ela atentaria contra sua própria história e contra o futuro de seu partido. Como o PT poderia pensar em ganhar em 2018 se os eleitores que fizeram a diferença agora se sentissem enganados por Dilma?

O que existe, aparentemente, é uma imensa neurastenia, pela esquerda, e uma monstruosa mobilização golpista, pela direita.

No meio disso tudo, está Dilma.

O jogo nem começou, e já a tratam, absurdamente, como uma derrotada.

Mesmo os que, cinicamente, falam na corrupção. Quando se combateu a corrupção como agora?

Antes, a direita, malandramente, dava foco total em corrupção quando um governo popular se instalava no poder.

Escândalos reais e sobretudo imaginários tomavam o noticiário para sabotar administrações inimigas. Foi assim com Getúlio, Jango, Lula e Dilma.

Depois, como que por milagre, a corrupção desaparecia da imprensa. Pesquise a corrupção no regime militar noticiada pela Globo.

Agora, com a lista de Janot, você tem na rede acusados não apenas de um partido, o que é um avanço espetacular.

Porque significa o fim da hipocrisia, um passo essencial para coibir corruptos e demagogos que sempre se tiveram na conta de inalcançáveis.

Onde, então, as razões de tanto desagrado com Dilma?

Minha suspeita é que a cobertura matadora que a imprensa dá a Dilma tenha, paradoxalmente, intoxicado a esquerda que abomina essa imprensa.

Espremida entre os dois lados, Dilma, como Lennon na canção, tem que lutar para não ser crucificada.

Paulo Nogueira
No DCM
Leia Mais ►