2 de mai. de 2014

“Divulgação é tão ilegítima quanto a própria gravação”


Confiram a carta de Ednilson Machado enviada à Folha de S. Paulo:

A divulgação do vídeo feito clandestinamente no interior de uma ala onde José Dirceu cumpre pena no Complexo da Papuda é mais uma violação legal cometida contra o ex-ministro. A Lei de Execuções Penais é clara ao garantir aos presos “proteção contra qualquer forma de sensacionalismo” (artigo 41, inciso VIII). A divulgação por parte do Grupo Folha é tão ilegítima quanto a própria gravação. A cobertura da Folha sobre a vistoria da comitiva de deputados da Comissão de Direitos Humanos da Câmara foi tendenciosa, tanto na edição impressa quanto na on-line ao privilegiar a versão da oposição sobre as supostas regalias (não há, por exemplo, micro-ondas na cela).

EDNILSON MACHADO, assessor de imprensa do ex-ministro José Dirceu (São Paulo, SP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.