10 de jan de 2014

O desfile de rancores em um editorial do Estadão

A pretexto de criticar um comentário postado no Facebook do PT sobre o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, o jornal O Estado de S.Paulo aproveita para transformar seu principal editorial de hoje, publicado sob o título “O PT volta a se mostrar”, num desfile de ataques ao partido.

Critica o PT , a quem acusa de ser “fiel a uma tradição inaugurada na esquerda radical”; o ex-presidente Lula e seu “imenso talento de manipulador”; o falecido presidente da Venezuela Hugo Chávez; e até cita “o velho líder esquerdista Miguel Arraes” — avô de Eduardo Campos.

Não faltou ninguém, até para Karl Marx sobrou. Bem no editorial só fica mesmo o governador Eduardo Campos, súbita e apaixonadamente incensado e defendido pelo jornal. Que, como boa parte da mídia, principalmente dos jornalões, há semanas oscila entre manifestar suas simpatias pela candidatura ora do presidenciável do PSB de Pernambuco, Eduardo Campos, ora pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), o candidato do tucanato ao Planalto este ano.

“O partido acaba de reavivar a sua memória (de uma parcela do eleitorado), chamando atenção para o que há de mais autêntico no seu modo de ser e tratar os desafetos — o rancor”, diz o editorial. Afirma, ainda, que o PT tem uma “peçonha alojada no âmago de sua natureza” e por ai vai… Mas, com essa  linguagem, invocando tanta gente que já morreu, quem é que guarda rancor mesmo nessa história?

No Blog do Zé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.