17 de out de 2013

Preço da gasolina perto de “empatar” com dólar mais baixo. E os “aumentistas”, quietos…


Uma reportagem do Valor, hoje, mostra como é perigoso, em matéria de petróleo, fazer raciocínios simplórios e imediatistas.

A Petrobras, vocês se recordam, ia “quebrar” por conta da defasagem entre os preços internacionais da gasolina e do diesel, na casa dos 30%.

Agora, eles admitem que essa defasagem caiu para 9%. Talvez menos, porque o preço internacional do petróleo teve uma ligeira queda, em torno de 4%, nos últimos dias.

Não é lúcido tentar negar o óbvio, pois é evidente que o preço da gasolina – ao menos nas refinarias – está contido, embora o “mercado livre” pratique diferenças de preço que chegam a mais de 15% entre os preços nas bombas.

Mas é evidente que as forças políticas que, através da imprensa, clamavam por “reajuste já” visavam o desgaste político não apenas do governo Dilma quanto, sobretudo, da própria Petrobras, justo no momento em que ela será, como nunca antes, a ferramenta do país na apropriação para o Brasil da maior reserva de petróleo do pré-sal.

O reajuste, quando vier, virá na hora e no tamanho certo para ser absorvido, sem danos, política e economicamente, embora os “aumentistas”, aí, preparem uma nova temporada de “o mundo vai acabar”.

Da mesma forma, acreditem, vai seguir o leilão de Libra. A greve dos petroleiros, algo delicado, porque envolve a segurança das operações de extração e refino de petróleo, deve ser vista com serenidade, sem atropelos.

Dia 21, com o resultado do leilão, acabam as pressões.

E os que estão contra, por ingenuidade e desconfiança, vão ver que a mídia vai falar muito em “fracasso” do leilão”

Fracasso, para eles, claro, é a Petrobras ganhar.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.