15 de out de 2013

E a Folha insiste que Lula antecipou disputa eleitoral de 2014. Só ele? Não foi ele…


Esta questão já foi colocada, desmentida, negada, esclarecida uma infinidade de vezes, mas a Folha de S.Paulo, com esta materinha publicada nesta segunda-feira sob o título “Com brechas na lei, Lula antecipa tom de campanha”, insiste que foi o ex-presidente da República quem antecipou a deflagração da disputa eleitoral nacional do ano que vem. Insiste que ele teria sido o primeiro a precipitar o debate ao afirmar que a presidenta Dilma Rousseff é candidata à reeleição.

Então, Folhão, vamos esclarecer mais uma vez: primeiro não foi ele; segundo, a se encampar o raciocínio do jornal, a análise de vocês de que houve antecipação da campanha vale e cai como uma luva também para o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso, para o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e para a ex-senadora Marina Silva (PSB-Rede Sustentabilidade). É o que vocês deveriam, então, ter colocado na reportagem e não colocaram.

Mas a Folha sabe o que faz. Com matérias nesse tom, quase diárias, ela simplesmente entra no coro da oposição que acusa o ex-presidente pelo PT de antecipar a campanha. Quem antecipou foi o ex-presidente FHC lançando ainda na virada do ano a candidatura ao Planalto do senador Aécio Neves (PSDB-MG) contra a candidatura de José Serra; foi a ex-senadora Marina Silva se lançando candidata e até tentando montar a Rede para ter um partido seu para concorrer; foi o governador Eduardo Campos, cuja ação nesse sentido eu não preciso rememorar, já que os fatos estão aí quentes ainda.

Mídia tem sua responsabilidade na antecipação da corrida sucessória

Por fim, quem precipitou essa corrida e esse debate foi a própria mídia, lançando o ex-presidente Lula candidato. Tanto o fizeram e com tanta insistência, que ele foi obrigado a se declarar não candidato (sic) a presidente.

De tanto fazerem reportagens, análises, artigos, etc, assegurando que ele era candidato a voltar, o ex-presidente foi obrigado a sair a campo, dizer que apoiava a reeleição da presidenta Dilma e que ela é a sua e a nossa – do PT – candidata à reeleição. Era tudo o que a mídia queria para começar, junto com a oposição, a gritar que Lula antecipara a sucessão, num coro monocórdico, monótono, que passou a conduzir o debate até agora.

Junto, claro, com o lançamento da candidatura Aécio por FHC, com o autolançamento de Marina e sua tentativa de montar um partido para chamar de seu, e do governador Eduardo Campos, autoprocolamado candidato a presidente que ainda dizia que só confirmaria a candidatura no ano que vem. A ver, agora, se esse candidato PSB-Rede será ele ou Marina, já que firmaram a parceria.

José Dirceu
No Blog do Zé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.