27 de mar. de 2012

FHC visita Lula, para ver se melhora sua imagem, e desagrada Serra

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso visitou nesta terça-feira (27) o também ex-presidente Lula, no Hospital Sírio-Libanês, onde ele faz sessões de fonoaudiologia (exercícios para a voz).
Há algum tempo FHC procura apagar da memória histórica boa parte do que fez de ruim em seu governo neoliberal, buscando melhorar sua imagem em fotografias como esta ao lado de Lula, e outras que já tirou ao lado de Dilma, para melhorar o acervo do Instituto FHC.
É uma espécie de versão "esqueçam como governei" no lugar da frase "esqueçam o que escrevi", atribuída a ele. Mas atitudes como ir à Venezuela fazer campanha para a oposição anti-nacionalista apoiada pelos EUA, e apoiar o candidato da extrema-direita e da Chevron à prefeitura de São Paulo, José Serra, estragam toda essa tentativa.
Lula o recebeu como uma visita pessoal, assim como já solidarizou-se com FHC quando ele perdeu Ruth Cardoso.
O encontro começou às 11h e durou cerca de 50 minutos. Nenhum dos dois divulgou o teor da conversa, dizendo que a visita foi pessoal e não política. Mas dá para imaginar algo como uma conversa civilizada entre corintianos e palmeirenses. Com a diferença de que FHC não é exatamente palmeirense e tem como hobby fazer piadas nos bastidores a respeito de José Serra.
Serra, por sinal, não deve ter gostado muito da visita, pois atrapalha sua surrada estratégia de marketing aplicada em toda eleição: de desconstruir e vilanizar a imagem pessoal do adversário, desqualificando-o de forma infantilizada, como se a campanha se resumisse a chamar o adversário de "bobo, feio e malvado", camuflando as diferenças políticas reais entre os dois projetos de governo: o tucano é neoliberal e o petista é trabalhista.
O marketing serrista também visa camuflar as questões biográficas da vida dos candidatos que o eleitor exige saber, e alguns candidatos insistem em ocultar, como, por exemplo, o lado oculto da vida de José Serra flagrado no livro "A Privataria Tucana" sobre movimentações financeiras em paraísos fiscais da filha, do genro, do primo , de sócios e do ex-caixa de campanha de José Serra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.